segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Chuva não atrapalhou apresentação do cantor em Medina. Paulinho foi uma das atrações do Festivale.


PAULINHO PEDRA AZUL FOI UMA DAS ATRAÇÕES DO FESTIVALE


O cantor e compositor Paulinho Pedra Azul empolgou o público com sua música, na noite desta quinta-feira (24) na Praça Max Machado, em Medina, no Vale do Jequitinhonha. O show de Paulinho Pedra Azul foi uma das atrações da 30ª edição do Festival de Cultura Popular do Jequitinhonha (Festivale) que teve início no domingo (20) e termina neste sábado (26).

A chuva também esteve presente durante o show de Paulinho Pedra Azul, mas nada que atrapalhasse a apresentação do artista. Com bom humor, Paulinho brincou com o fato e elogiou a participação da platéia.

“Muita chuva, que não atrapalhou em nada. Afinal de contas, água pra nossa região é a música preferida. Foi um show com voz e violão, onde não cantei sozinho. O povo conduziu a festa e não me deixou cantar só. Matei a saudade com minhas músicas antigas e atendi todos os pedidos da platéia. Foi sensacional”, afirma o cantor.

Além de valorizar, preservar e divulgar a cultura popular do Vale do Jequitinhonha, o Festivale revela e premia artistas que se destacam no evento. Em 1982, Paulinho Pedra Azul foi premiado pela composição da música “Ave Cantadeira”. Neste ano ele volta ao Festivale como uma das maiores atrações do Festival.

“Os vários anos de realização desse evento prova mais uma vez a resistência de um povo que só quer crescer e superar seus problemas. Fico orgulhoso e vejo que o povo do Vale ama o que faz. Todos aqui são musica, teatro, artesanato, dança, folclore e poesia. Apesar das dificuldades, as festas se somam e vão mostrando o que já estava pronto e aprimorando o que está sendo revelado”, diz Paulinho.

De volta às origens

Nascido no Vale do Jequitinhonha, na cidade de Pedra Azul a aproximadamente 50 km de Medina, Paulinho afirma que o show desta quinta-feira foi “em casa”.

“Cantar em casa é compor mais uma canção de agradecimento ao carinho dos amigos, que sempre lotaram os lugares por onde passo. É uma felicidade, são emoções, que jamais serão esquecidas. Acho importante retomar as forças e beber da fonte inspiradora que é o nosso querido Vale”, declara o cantor que ressalta:

“É como se eu estivesse devolvendo ao povo, em forma de música, o que aprendi com ele. Cantar no Vale do Jequitinhonha é voltar às raízes e se fortalecer mais ainda. Todo janeiro e julho, estou em Pedra Azul, na rocinha da família e canto pelo menos em seis cidades, nessas ocasiões”, encerra.

Por Diego SouzaDo G1 Vales de Minas


Read more: http://blogdojequi.blogspot.com/2013/01/paulinho-pedra-azul-empolga-publico.html#ixzz2JEPTFaoF
http://blogdojequi.blogspot.com/ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário