domingo, 20 de maio de 2018

Araçuaí: Cidade realiza manifestação contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Araçuai realiza caminhada contra abuso e exploração sexual da criança e adolescente

O evento contou com a participação de estudantes das redes públicas de ensino estaduais e municipais, professores e pais de alunos

Foto: Gazeta de AraçuaiAraçuai realiza caminhada contra  abuso e exploração sexual da criança e adolescente
Caminhada teve início no centro da cidade e foi finalizada no mercado municipal

Nesta sexta-feira (18), é lembrada uma data muito relevante na defesa dos direitos infantis no Brasil. O dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Este dia se tornou um marco com o objetivo de mobilizar e sensibilizar a sociedade quanto a importância do assunto.

Em Araçuai,  no Vale do Jequitinhonha (MG) pelo menos 300 pessoas participaram  neste sábado (19) de uma  caminhada contra a violência e abuso sexual de crianças e adolescentes . A passeata teve início na praça Rui Barbosa, em frente ao antigo prédio da prefeitura, no centro da cidade e seguiu até o mercado municipal. 


O evento contou com a participação de estudantes das redes públicas de ensino estaduais e municipais, professores e pais de alunos; além do grupamento de Bombeiros Civis e parte do grupo de percussão Guingem. O prefeito, vice-prefeita e vereadores não marcaram presença.

Uma mãe de uma estudante de 12 anos, que pediu para não ser identificada, acredita que os índices de abuso sexual são altos  em Araçuai, e a maior preocupação são relativas aos casos dentro das próprias famílias.  Este ano, dois casos vieram a público com a prisão de  dois homens que abusavam  das filhas ."Essas são as situações mais complicadas para serem detectadas. Muitas vezes, o lar onde elas deveriam estar protegidas, é onde se encontram em perigo", afirma a mulher.

No município, os casos de abuso contra  crianças e adolescentes são acompanhados por equipes multidisciplinares do CREAS-Centro de Referência Especializado de Assistência Social-  Conselho Tutelar e Ministério Público ( Vara da Infância e Juventude ) 
Passeata foi finalizada no mercado municipal.
Passeata foi finalizada no mercado municipal.

 ONDE TUDO COMEÇOU
No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no estado do Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

 A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. O  “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

Denúncia

No país, de acordo com o Ministério dos Direitos Humanos, apenas em 2015 e 2016, 37 mil casos de denúncia de violência sexual envolvendo pessoas com até 18 anos foram acolhidos pelo Disque 100, canal de denúncia. Desse total, 72% eram referentes a abuso sexual e 20% a exploração sexual. Os outros números eram ligados a pornografia infantil, estupro, entre outras violações. 


Para relatar casos de violência contra crianças e jovens, o Disque 100 recebe ligações gratuitas e anônimas. O atendimento, que funciona 24 horas, é feito também aos sábados e domingos. Além do canal telefônico, o aplicativo Planeja Brasil, disponível para download em celulares com sistemas Android e iOS, recebe queixas e as encaminha à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos. 

Para o ChildFund Brasil, agência humanitária especializada no atendimento de crianças, adolescentes e jovens em situação de privação, exclusão e vulnerabilidade, a prevenção e a conscientização são as únicas maneiras de reverter esses números. Atualmente, a organização beneficia cerca de 42 mil crianças, adolescentes e jovens no país.
 Sérgio Vasconcelos Repórter, na Gazeta de Araçuaí

Virgem da Lapa: Aos 79 anos morre ex-prefeito e ex-vereador

O falecimento ocorreu no final da tarde deste sábado (19.05) em Belo Horizonte. Corpo deverá ser sepultado em Virgem da Lapa.

Foto: arquivoAos 79 anos morre ex-prefeito e ex-vereador de Virgem da Lapa
José Gaudêncio, conhecido popularmente como Dezinho, lutava contra um câncer.
 O ex-prefeito e ex-vereador de Virgem da Lapa,  no Vale do Jequitinhonha (MG)José Gaudêncio Barbosa dos Santos, conhecido por Dezinho, morreu na tarde deste sábado (19) no hospital da Previdência em Belo Horizonte. Ele lutava há 15 anos contra um câncer de próstata. Ele deixa 6 filhos.

Em sua trajetória política, foi vereador por 4 mandatos e  presidente da Câmara de vereadores do município. Era filiado ao DEM ( Democratas). 

Na década de 70, era vice-prefeito de Walmir Silva Costa, o Miquinho, que renunciou ao cargo após  exercer quatro anos  de mandato. Ele assumiu  após ser  aprovada uma lei passando o mandato de prefeito de quatro para seis anos. 

" O Miquinho entendeu que havia sido eleito para um mandato de 4 anos e acabou renunciando ao cargo", informou o vereador Waldomiro Silva Costa Neto (MDB). Para ele, a morte de Dezinho representa uma perda lamentável.  "Ficamos tristes com a notícia, que Deus conforte a família dele neste momento tão difícil", afirmou.

 O corpo será sepultado em Virgem da Lapa, terra natal do ex-prefeito que exerceu ainda a atividade de comerciante na cidade.

Os horários de velório e  sepultamento ainda não foram divulgados. " Tudo indica que o sepultamento deverá ocorrer à tarde no cemitério municipal". informou o vereador Neto.
  
Fonte: Sérgio Vasconcelos Repórter na Gazeta de Araçuaí

sábado, 19 de maio de 2018

Mais uma mulher é estuprada e assassinada no Vale do Jequitinhonha.

Sobrinho estupra e assassina tia, de 56 anos, em Medina, no Médio Jequitinhonha.


Crime ocorreu no bairro São Geraldo .
Foto: arquivo
Mulher é estuprada e assassinada pelo sobrinho em Medina, no Vale do Jequitinhonha
Uma mulher de 56 anos foi estuprada e assassinada na noite dessa quinta-feira (17) na casa dela em Medina, no Vale do Jequitinhonha. Os autores, de 22 e 27, foram presos pela Polícia Militar e confessaram a ação criminosa. O rapaz de 22 anos afirmou que é sobrinho da vítima.

A PM foi acionada por uma sobrinha da vítima, irmã do autor, que ouviu gritos vindos da casa da tia na Rua Macapá, no Bairro São Geraldo. Quando os militares chegaram ao local encontraram o corpo de Izabel Francisco Alves com dois travesseiros sobre a cabeça. Ela estava ainda com a blusa levantada e sem a roupa debaixo.
Aparelho de TV roubado da casa da vítima, foi recuperado pela polícia.
  Aparelho de TV roubado da casa da vítima, foi recuperado pela polícia.
Os policiais iniciaram o rastreamento e encontraram o sobrinho de Izabel em atitude suspeita. O rapaz confessou ter praticado o crime em companhia de outro jovem, que também foi localizado e preso. Os dois possuem diversas passagens pela polícia.
 Eles confessaram que estupraram, mataram e depois fugiram levando a televisão da casa da mulher. O aparelho foi recuperado e os dois bandidos foram levados para a Delegacia da cidade.
Fonte: Gazeta de Araçuaí.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Lula: Maior desafio é não odiar quem fez a armação política contra ele

"De saúde, estou bem, sereno e firme no que é meu projeto de vida que é servir ao povo brasileiro como atualmente tenho consciência de que eu posso e devo. Você veio me trazer um apoio espiritual. E o que eu preciso é como lidar cada dia com uma indignação imensa contra os bandidos responsáveis por essa armação política da qual sou vítima e ao mesmo tempo sem dar lugar ao ódio", disse o ex-presidente Lula ao monge Marcelo Barros, que o visitou ontem; 
No encontro, o monge disse a Lula que o Brasil sabe da inocência dele – a despeito da condenação sem provas no processo capitaneado por Sergio Moro e Deltan Dallagnol – e que seu sacrifício pessoal servirá como um instrumento de libertação do povo brasileiro.


A indignação profética de quem ama
Por Marcelo Barros, monge beneditino
Desde que a justiça liberou visitas religiosas, fui o segundo a ter graça de visitar o presidente Lula em sua prisão. (Quem abriu a fila foi Leonardo Boff na segunda-feira passada).


Eram exatamente 16 horas quando cheguei na dependência da Polícia Federal onde o presidente está aprisionado. Encontrei-o sentado na mesa devorando alguns livros, entre os quais vários de espiritualidade, levados por Leonardo.



Cumprimentou-me. Entreguei as muitas cartas e mensagens que levei, algumas com fotografias. (Mensagem do Seminário Fé e Política, de um núcleo do Congresso do Povo na periferia do Recife, da ASA (Articulação do Semi-árido de Pernambuco) e de muitos amigos e amigas que mandaram mensagens. 



Ele olhou uma a uma com atenção e curiosidade. E depois concluiu: 

– De saúde, estou bem, sereno e firme no que é meu projeto de vida que é servir ao povo brasileiro como atualmente tenho consciência de que eu posso e devo. Você veio me trazer um apoio espiritual. E o que eu preciso é como lidar cada dia com uma indignação imensa contra os bandidos responsáveis por essa armação política da qual sou vítima e ao mesmo tempo sem dar lugar ao ódio.


Respondi que, nos tempos do Nazismo, Etty Hillesum,  jovem judia, condenada à morte, esperava a hora da execução em um campo de concentração. E, naquela situação, ela escreveu em seu diário:



– “Eles podem roubar tudo de nós, menos nossa humanidade. Nunca poderemos permitir que eles façam de nós cópias de si mesmos, prisioneiros do ódio e da intolerância”.



Vi que ele me escutava com atenção e acolhida. E ele começou a me contar a história de sua infância. Contou como, depois de se separar do marido, dona Lindu saiu do sertão de Pernambuco em um pau de arara com todos os filhos, dos quais ele (Lula) com cinco anos e uma menina com dois.



Lembrou que quando era menino, por um tempo, ajudava o tio em uma venda. E queria provar um chiclete americano que tinha aparecido naqueles anos. Assim como na feira, queria experimentar uma maçã argentina que nunca havia provado. No entanto, nunca provou nem uma coisa nem outra para não envergonhar a mãe. 



E aí ele prosseguia com lágrimas nos olhos: _Agora esses moleques vêm me chamar de ladrão. Eu passei oito anos na presidência. Nunca me permiti ir com Marisa a um restaurante de luxo, nunca fiz visitas de diplomacia na casa de ninguém... Fiquei ali trabalhando sem parar quase noite e dia... E agora, os caras me tratam dessa maneira..._



Eu também estava emocionado. O que pude responder foi:

– O senhor sabe que as pessoas conscientes, o povo organizado em movimentos sociais no Brasil inteiro acreditam na sua inocência e sofrem com a injustiça que lhe fizeram. Na Bíblia, há uma figura que se chama o Servo Sofredor de Deus que se torna instrumento de libertação de todos a partir do seu sofrimento pessoal. Penso que o senhor encarna hoje, no Brasil essa missão.


Comecei a falar da situação da região onde ele nasceu e lhe dei a notícia de que a ASA (Articulação do Semi-árido) e outros organismos sociais estão planejando um grande evento para o dia 13 de junho em Caetés, a cidadezinha natal dele. Chamar-se-á _“Caravana do Semi-árido pela Vida e pela Democracia" (contra a Fome – atualmente de novo presente na região – e por Lula livre).



A partir daquela manifestação, três ônibus sairão em uma caravana de Caetés a Curitiba para ir conversando com a população por cada dia por onde passará até chegar em Curitiba e fazer uma festa de São João Nordestino em frente à Polícia Federal. 



Ele riu, se interessou e me pediu que gravasse um pen-drive com músicas de cantores de Pernambuco, dos quais ele gosta. Música de qualidade e que não estão no circuito comercial. 
Vergonha. Nunca tinha ouvido falar de nenhum e nem onde encontrar. Ele me disse que me mandaria os nomes pelo advogado e eu prometi que gravaria. 



Distenção feita, ele quis me mostrar uma fotografia na parede na qual ele juntou os netos. Explicou quem é cada um/uma e a sua bisneta de dois anos (como parece com dona Marisa, meu Deus!). 



Começou a falar mais da família e especialmente lembrou um irmão que está com câncer. Isso o fez lembrar que quando Dona Lindu faleceu, ele estava na prisão e o Coronel Tuma permitiu que ele saísse da prisão e com dois guardas fosse ao sepultamento da mãe. No cemitério, havia uma pequena multidão de companheiros que não queriam deixar que ele voltasse preso. Ele teve de sair do carro da polícia e falar com eles pedindo para que deixassem que ele cumprisse o que tinha sido acertado. E assim voltou à prisão. 



A hora da visita se passou rápido. Perguntei que recado ele queria mandar para a Vigília do Acampamento e para as pessoas às quais estou ligado. 



Ele respondeu:

– Diga que estou sereno, embora indignado com a injustiça sofrida. Mas, se eu desistir da campanha, de certa forma estou reconhecendo que tenho culpa. Nunca farei isso. Vou até o fim. Creio que na realidade atual brasileira, tenho condições de ajudar o Brasil a voltar a ser um país mais justo e a lutar para que, juntos, construamos um mundo no qual todos tenham direitos iguais.


Para concluir a visita, propus ler um texto do evangelho e ele aceitou.



Li o evangelho do próximo domingo – festa de Pentecostes e apliquei a ele – os discípulos que estão em uma sala fechada, Jesus que se deixa ver, mesmo para além das paredes que fechavam a sala. E deu aos seus a paz, a alegria e a capacidade de perdoar no sentido de discernir o julgamento de Deus sobre o mundo. E soprando sobre eles lhes deu a vida nova do Espírito. 



Segurei em suas mãos e disse: Creio profundamente que isso se renova hoje com você.



Vi que ele estava emocionado. Eu também fiquei. Abri o pequeno estojo e lhe mostrei a hóstia consagrada que lhe tinha trazido da eucaristia celebrada na véspera. Oramos juntos e de mãos dadas o Pai Nosso. 



Eu tinha trazido duas hóstias. Eu lhe dei a comunhão e ele me deu também para ser verdadeiramente comunhão. 



Em um instante, eram vocês todos/as que estavam ali naquele momento celebrativo  e eu disse a ele: 

– “Como uma alma só, uma espécie de espírito coletivo, muita gente – muitos companheiros e companheiras estão aqui conosco e estão em comunhão e essa comunhão eucarística representa isso.


Eu lhe dei a bênção e pedi a bênção dele para todos vocês. 



Foi isso. 



Quando o policial que me foi buscar me levou para fora e a porta se fechou atrás de mim, me deu a sensação profunda de algo diferente. 



Senti como se eu tivesse saído de um espaço de liberdade espiritual e tivesse entrando na cela engradeada do mundo que queremos transformar. 



Que o Espírito de Deus que a celebração desses dias invoca sobre nós e sobre o mundo nos mergulhe no amor e nos dê a liberdade interior para irmos além de todas essas grades que aprisionam o mundo.

Fonte: www.brasil247.com

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Pesquisa eleitoral: Lula lidera folgado com 32,4%, mesmo preso.

CNT/MDA: MESMO PRESO, 

LULA LIDERA FOLGADO COM 32,4%

Ricardo Stuckert
Pesquisa do MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que o ex-presidente Lula, que é mantido como preso político desde 7 de abril em Curitiba, segue liderando a preferência da maioria dos eleitores brasileiros; 
Na modalidade estimulada, Lula tem 32,4%, enquanto Jair Bolsonaro tem 16,7%, Marina Silva 7,6%, Ciro Gomes 5,4% e Geraldo Alckmin 4,0%; 
Para 25,6% dos brasileiros, Lula é o único candidato em quem votariam, e 40,8% acreditam que ele disputará as eleições;
Para 90,3% a Justiça brasileira não age de forma igual para todos; no segundo turno, o ex-presidente Lula vence em todos os cenários; confira.
14 DE MAIO DE 2018 ÀS 11:28 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube
247 - Pesquisa realizada pelo instituto MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é mantido como preso político de 7 de abril em Curitiba, segue liderando a preferência da maioria dos eleitores brasileiros.
Na modalidade estimulada, Lula 32,4%, Jair Bolsonaro 16,7%, Marina Silva 7,6%, Ciro Gomes 5,4%, Geraldo Alckmin 4,0%, Álvaro Dias 2,5%, Fernando Collor 0,9%, Michel Temer 0,9%, Guilherme Boulos 0,5%, Manuela D´Ávila 0,5%, João Amoêdo 0,4%, Flávio Rocha 0,4%, Henrique Meirelles 0,3%, Rodrigo Maia 0,2%, Paulo Rabello de Castro 0,1%, Branco/Nulo 18,0%, Indecisos 8,7%.
Confira as simulações para o segundo turno, onde Lula vence em todas:
CENÁRIO 1: Lula 44,9%, Geraldo Alckmin 19,6%, Branco/Nulo: 30,0%,
Indecisos: 5,5%.

CENÁRIO 2: Lula 45,7%, Jair Bolsonaro 25,9%, Branco/Nulo: 23,3%,
Indecisos: 5,1%.

CENÁRIO 3: Lula 47,1%, Henrique Meirelles 13,3%, Branco/Nulo: 33,0%,
Indecisos: 6,6%.

CENÁRIO 4: Lula 44,4%, Marina Silva 21,0%, Branco/Nulo: 29,3%,
Indecisos: 5,3%.

CENÁRIO 5: Lula 49,0%, Michel Temer 8,3%, Branco/Nulo: 37,3%,
Indecisos: 5,4%.

A Pesquisa CNT/MDA ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas das cinco regiões do país.
Leia abaixo o material divulgado pela CNT:
A 136ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 9 a 12 de maio de 2018 e divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) no dia 14 de maio, aborda as eleições de 2018, trazendo as preferências eleitorais dos entrevistados em cenários de primeiro e segundo turnos de votação. O levantamento também apresenta as características ideais dos candidatos na opinião dos entrevistados, além do seu potencial de voto.
A pesquisa ainda trata de temas como a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; a Justiça no Brasil; a confiança nas instituições; fake news e a Copa do Mundo. Traz, além disso, avaliações do governo federal e do desempenho pessoal do presidente Michel Temer e avaliações dos governos estaduais e municipais.
Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), com o número BR-09430/2018.
• Avaliação de governo
Governo federal: A avaliação do governo do presidente Michel Temer é positiva para 4,3% dos entrevistados, contra 71,2% de avaliação negativa. Para 21,8%, a avaliação é regular e 2,7% não souberam opinar. A aprovação do desempenho pessoal do presidente atinge 9,7% contra 82,5% de desaprovação, além de 7,8% que não souberam opinar.
Governo estadual: 2,9% avaliam o governador de seu Estado como ótimo. 16,6% como bom; 33,2% como regular, 14,8% como ruim e 26,1% como péssimo.
Governo municipal: 5,1% avaliam o prefeito de sua cidade como ótimo. 21,3% como bom, 32,2% como regular, 12,8% como ruim e 24,2% como péssimo.
• Expectativa (para os próximos 6 meses)
Emprego: vai melhorar: 21,7%, vai piorar: 31,5%, vai ficar igual: 43,4%
Renda mensal: vai aumentar: 20,6%, vai diminuir: 16,5%, vai ficar igual: 59,3%
Saúde: vai melhorar: 18,5%, vai piorar: 35,6%, vai ficar igual: 42,9%
Educação: vai melhorar: 21,0%, vai piorar: 28,8%, vai ficar igual: 46,6%
Segurança pública: vai melhorar: 17,9%, vai piorar: 41,9%, vai ficar igual: 37,2%

• Eleição presidencial 2018
1º turno: Intenção de voto ESPONTÂNEA
Lula: 18,6%
Jair Bolsonaro: 12,4%
Ciro Gomes: 1,7%
Marina Silva: 1,3%
Geraldo Alckmin: 1,2%
Joaquim Barbosa: 1,0%
Álvaro Dias: 0,9%
Outros: 1,8%
Branco/Nulo: 21,4%
Indecisos: 39,6%

1º turno: Intenção de voto ESTIMULADA
CENÁRIO 1: Lula 32,4%, Jair Bolsonaro 16,7%, Marina Silva 7,6%,
Ciro Gomes 5,4%, Geraldo Alckmin 4,0%, Álvaro Dias 2,5%, Fernando Collor 0,9%, Michel Temer 0,9%, Guilherme Boulos 0,5%, Manuela D´Ávila 0,5%, João Amoêdo 0,4%, Flávio Rocha 0,4%, Henrique Meirelles 0,3%, Rodrigo Maia 0,2%, Paulo Rabello de Castro 0,1%, Branco/Nulo 18,0%, Indecisos 8,7%.

CENÁRIO 2: Jair Bolsonaro 18,3%, Marina Silva 11,2%, Ciro Gomes 9,0%, Geraldo Alckmin 5,3%, Álvaro Dias 3,0%, Fernando Haddad 2,3%, Fernando Collor 1,4%, Manuela D´Ávila 0,9%, Guilherme Boulos 0,6%, João Amoêdo 0,6%, Henrique Meirelles 0,5%, Flávio Rocha 0,4%, Rodrigo Maia 0,4%, Paulo Rabello de Castro 0,1%, Branco/Nulo 29,6%, Indecisos 16,1%.
CENÁRIO 3: Jair Bolsonaro 19,7%, Marina Silva 15,1%, Ciro Gomes 11,1%, Geraldo Alckmin 8,1%, Fernando Haddad 3,8%, Branco/Nulo 30,1%, Indecisos 12,1%.
CENÁRIO 4: Jair Bolsonaro 20,7%, Marina Silva 16,4%, Ciro Gomes 12,0%, Fernando Haddad 4,4%, Henrique Meirelles 1,4%, Branco/Nulo 31,7%, Indecisos 13,4%.
2º turno: Intenção de voto ESTIMULADA
CENÁRIO 1: Lula 44,9%, Geraldo Alckmin 19,6%, Branco/Nulo: 30,0%,
Indecisos: 5,5%.

CENÁRIO 2: Lula 45,7%, Jair Bolsonaro 25,9%, Branco/Nulo: 23,3%,
Indecisos: 5,1%.

CENÁRIO 3: Lula 47,1%, Henrique Meirelles 13,3%, Branco/Nulo: 33,0%,
Indecisos: 6,6%.

CENÁRIO 4: Lula 44,4%, Marina Silva 21,0%, Branco/Nulo: 29,3%,
Indecisos: 5,3%.

CENÁRIO 5: Lula 49,0%, Michel Temer 8,3%, Branco/Nulo: 37,3%,
Indecisos: 5,4%.

CENÁRIO 6: Jair Bolsonaro 28,2%, Ciro Gomes 24,2%, Branco/Nulo: 37,8%,
Indecisos: 9,8%.

CENÁRIO 7: Jair Bolsonaro 27,8%, Geraldo Alckmin 20,2%, Branco/Nulo: 42,5%,
Indecisos: 9,5%.

CENÁRIO 8: Jair Bolsonaro 31,5%, Fernando Haddad 14,0%, Branco/Nulo: 43,4%,
Indecisos: 11,1%.

CENÁRIO 9: Jair Bolsonaro 30,8%, Henrique Meirelles 11,7%, Branco/Nulo: 46,3%,
Indecisos: 11,2%.

CENÁRIO 10: Marina Silva 27,2%, Jair Bolsonaro 27,2%, Branco/Nulo: 37,8%,
Indecisos: 7,8%.

CENÁRIO 11: Jair Bolsonaro 34,7%, Michel Temer 5,3%, Branco/Nulo: 49,5%,
Indecisos: 10,5%.

CENÁRIO 12: Ciro Gomes 20,9%, Geraldo Alckmin 20,4%, Branco/Nulo: 48,1%,
Indecisos: 10,6%.

CENÁRIO 13: Geraldo Alckmin 25,0%, Fernando Haddad 10,0%, Branco/Nulo: 53,2%, Indecisos: 11,8%.
CENÁRIO 14: Marina Silva 26,6%, Geraldo Alckmin 18,9%, Branco/Nulo: 46,0%,
Indecisos: 8,5%.

CENÁRIO 15: Ciro Gomes 25,7%, Henrique Meirelles 9,0%, Branco/Nulo: 52,6%,
Indecisos: 12,7%.

CENÁRIO 16: Ciro Gomes 30,4%, Michel Temer 5,6%, Branco/Nulo: 52,9%,
Indecisos: 11,1%.

LIMITE DE VOTO – PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA
CIRO GOMES: é o único em que votaria (2,9%); é um candidato em que poderia votar (31,7%); não votaria nele de jeito nenhum (46,4%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (15,3%).
FERNANDO HADDAD: é o único em que votaria (0,9%); é um candidato em que poderia votar (15,7%); não votaria nele de jeito nenhum (46,1%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (34,1%).
GERALDO ALCKMIN: é o único em que votaria (1,6%); é um candidato em que poderia votar (30,3%); não votaria nele de jeito nenhum (55,9%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (8,4%).
HENRIQUE MEIRELLES: é o único em que votaria (0,2%); é um candidato em que poderia votar (14,1%); não votaria nele de jeito nenhum (48,8%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (33,5%).
JAIR BOLSONARO: é o único em que votaria (13,1%); é um candidato em que poderia votar (22,1%); não votaria nele de jeito nenhum (52,8%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (9,3%).
LULA: é o único em que votaria (25,6%); é um candidato em que poderia votar (25,0%); não votaria nele de jeito nenhum (46,8%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (0,6%).
MARINA SILVA: é o único em que votaria (4,5%); é um candidato em que poderia votar (33,1%); não votaria nele de jeito nenhum (56,5%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (2,9%).
MICHEL TEMER: é o único em que votaria (0,3%); é um candidato em que poderia votar (7,8%); não votaria nele de jeito nenhum (87,8%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (1,6%).
RODRIGO MAIA: é o único em que votaria (0,1%); é um candidato em que poderia votar (7,0%); não votaria nele de jeito nenhum (55,6%); não conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar (34,2%).
CARACTERÍSTICAS DO CANDIDATO
• Para 65,6% dos entrevistados, a honestidade do candidato a presidente da República será o principal fator levado em consideração; 47,7% considerarão novas propostas para o Brasil; 26,4%, a trajetória de vida; 12,1% considerarão se o candidato é novo no meio político; 5,9% o partido político ao qual o candidato pertence; 3,4% se ele é do meio empresarial.
CONDENAÇÃO DO EX-PRESIDENTE LULA
• 51,0% consideram que a prisão do ex-presidente Lula é justa.
• 49,9% não acreditam que o ex-presidente Lula disputará as eleições, após ter sido condenado na 2ª instância, enquanto que 40,8% acreditam que o ex-presidente Lula disputará as eleições, mesmo após ter sido condenado na 2ª instância.

JUSTIÇA NO BRASIL
• A avaliação sobre a atuação da Justiça no Brasil é negativa para 55,7% (ruim ou péssima) dos entrevistados. 33,6% avaliam a Justiça como sendo regular e 8,8% dos entrevistados avaliam que a atuação da Justiça no Brasil é positiva (ótima ou boa).
• 52,8,% consideram o Poder Judiciário pouco confiável; 36,5% nada confiável; e 6,4% muito confiável.
• Para 90,3% a Justiça brasileira não age de forma igual para todos. Outros 6,1% consideram que age de forma igual.
• Dos entrevistados, 44,3% acreditam que, mesmo após as recentes ações da Justiça na Operação Lava Jato, a corrupção irá continuar na mesma proporção no Brasil. Enquanto isso, 30,7% avaliam que a corrupção irá diminuir e 17,3% acreditam que vai aumentar.
CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES
• A instituição mais confiável, segundo os entrevistados, é a Igreja (40,1%). Em seguida, aparecem: Forças Armadas (16,2%), Justiça (8,6%), Imprensa (5,0%), Polícia (4,0%), Governo Federal (2,2%), Congresso Nacional (0,6%) e Partidos Políticos (0,2%).
FAKE NEWS E INFORMAÇÕES
• 49,0% dos entrevistados afirmam utilizar internet (redes sociais, portais ou aplicativos de mensagem, como o WhatsApp) todos os dias para ver notícias; 9,1% utilizam a rede vários dias por semana; 6,1%, poucas vezes por mês; 7,2% raramente. 28,6% não fazem uso da rede mundial de computadores para se informarem.
• Quanto aos assuntos sobre os quais os entrevistados mais se informam, 42,5% citam entretenimento/novela/variedades; 28,2% destacam política; 20,6% esporte; 15,0% economia/finanças; 12,4% educação/trabalho; 11,2% cidades; 10,6% saúde; 3,7% viagens/turismo.
• 81,4% afirmam acreditar em algumas e desconfiar de outras notícias que veem na internet. 4,5% dizem crer em todas as informações, enquanto o restante (13,8%) diz não acreditar em qualquer notícia.
• Quando ficam em dúvida sobre a veracidade de alguma notícia que veem na internet, 31,5% dizem que têm o costume de sempre verificarem se a informação é verdadeira. 45,4% verificam somente algumas vezes e 22,7% dizem que não têm esse costume.
• 68,2% já ouviram falar sobre a existência de notícias falsas, as chamadas fake news.
COPA DO MUNDO
• 42,0% não estão interessados na Copa do Mundo da Rússia. 27,0% estão muito interessados e 30,7% estão pouco interessados.
• 63,9% têm intenção de acompanhar os jogos da Copa do Mundo.
• O principal meio pelo qual os entrevistados pretendem acompanhar os jogos da Copa do Mundo é a TV (96,8%). Em seguida, aparecem internet (1,7%), rádio (0,3%) e jornal (0,1%).
• As seleções favoritas para o título da Copa do Mundo são, na opinião dos entrevistados, Brasil (51,9%), Alemanha (8,1%), Argentina (1,3%), Espanha (1,0%) e França (0,9%).

CONCLUSÃO
Os resultados da 136ª Pesquisa CNT/MDA mostram manutenção da percepção negativa sobre o governo Michel Temer, tanto para a avaliação de seu governo quanto em relação à sua aprovação pessoal, indicando uma situação eleitoral irreversível.
O pessimismo da população em relação a geração de empregos, renda mensal, saúde, educação e segurança para os próximos seis meses apresenta aumento em relação à última pesquisa.
A intenção de voto para a eleição presidencial em 2018 sinaliza manutenção da liderança do ex-presidente Lula no cenário de primeiro turno e em todas as simulações de segundo turno. Para as simulações de primeiro turno que excluem o ex-presidente da relação de candidatos, Jair Bolsonaro lidera, com a segunda colocação sendo disputada por Marina Silva e Ciro Gomes.
Nas simulações de segundo turno sem o ex-presidente Lula, Jair Bolsonaro empata tecnicamente com Marina Silva e Ciro Gomes, vencendo os demais candidatos.
Nota-se elevado percentual de votos brancos, nulos e indecisos, em especial nos cenários sem o ex-presidente, indicando que o eleitor ainda está em busca de algum nome que mereça o seu voto. As características mais importantes para a escolha do candidato são honestidade, apresentação de propostas novas para o Brasil e sua trajetória política.
Em relação à Justiça, observa-se avaliação predominantemente negativa, com baixo grau de confiança e percepção forte de que não atua de forma igual para todas as pessoas.
A maioria da população utiliza de forma frequente a internet para leitura de notícias. Para esse grupo, a maior parcela desconfia de parte das informações que recebe e costuma checar a veracidade.
www.brasil247.com.br