terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Mapa do Vale do Jequitinhonha está desatualizado, diz escritor

Em 1992, foram emancipados quatro municípios, e em 1995, vinte e quatro, totalizando 80 municípios. Com estas mudanças, o mapa anterior ficou desatualizado.



Atualmente a região do Vale do Jequitinhonha conta com 80 municipios

Qual a verdadeira identidade do Vale do Jequitinhonha? Antes da emancipação de 28 novos municípios, a região possuia 52 municípios espalhados por uma área de 71.552 km2, ocupando 14,5% do estado.

Em 1992, foram emancipados  quatro municípios, e em 1995, vinte e quatro, totalizando 80 municípios. Com estas mudanças, o mapa anterior ficou desatualizado.

“Queremos a definição do nosso mapa, pois hoje o Vale tem 80 municípios. Só o governo de Minas tem três mapas diferentes em uso, fazendo a região variar de 53 a 74 municípios. Pode parecer uma questão menor,  mas não é. Um povo que não conhece sua terra, não pode contribuir com o seu desenvolvimento”, observa Tadeu Martins, escritor, folclorista e produtor cultural, natural de Itaobim (MG).

Em seu artigo “ A falta de um mapa”, publicado no livro Vale do Jequitinhonha, Cultura e Desenvolvimento, editado pela Universidade Federal de MG (UFMG), ele diz que essa indefinição é mais um descaso político com a região. “ Se o governo enxergasse o Vale com outros olhos, esta situação já teria sido resolvida. A solução desse problema deve ser cobrada também dos políticos locais e dos prefeitos. Sabendo quais são de fato os municípios da região, facilitaria uma melhor organização política entre as entidades da sociedade civil, prefeitos e vereadores para cobrar ações concretas dos governos”, acrescenta Tadeu Martins.

Municípios do Vale do Jequitinhonha


01-Almenara


02-Angelândia ( criado em 1995)


03-Araçuai


04-Arincaduva ( criado em 1995)


05-Bandeira


06-Berilo


07-Berizal ( criado em 1995)


08-Bocaiúva


09 -Botumirim


10-Cachoeira de Pajeú


11-Capelinha


 12-Caraí


13-Carbonita


14-Chapada do Norte


15-Comercinho


16-Coronel Murta


17-Couto Magalhães de Minas


18-Cristália


19-Datas


20-Diamantina


21-Divisópolis (criado em 1992)


22-Felício dos Santos


23-Felisburgo


24-Francisco Badaró


25-Franciscópolis (criado em 1995)


26-Fruta de Leite ( criado em 1995)


27-Grão Mogol


28-Guaraciama (criado em 1995)


29-Indaiabira ( criado em 1995)


30-Itacambira


31-Itamarandiba


32-Itaobim


33-Itinga


34-Jacinto


35-Jenipapo de Minas (criado em 1995)


36-Jequitinhonha


37-Joaíma


38-Jordânia


39-José Gonçalves de Minas ( criado em 1995)


40-Josenópolis ( criado em 1995)


41-Leme do Prado


42-Malachacheta


43-Mata Verde ( criado em 1992)


44- Medina


45-Minas Novas


46-Monte Formoso ( criado em 1995)


47-Montezuma ( criado em 1992)


48-Nova Porteirinha


49-Novo Cruzeiro


50-Novorizonte ( criado em 1995)


51-Olhos D’Água ( criado em 1995)


52-Padre Carvalho ( criado em 1995)


53-Padre Paraíso


54-Pai Pedro ( criado em 1995)


55-Palmópolis ( criado em 1992)


56-Pedra Azul


57-Ponto dos Volantes ( criado em 1995)


58-Porteirinha


59-Riacho dos Machados


60-Rio do Prado


61-Rio Pardo de Minas


62-Rio Vermelho


63-Rubelita


64-Rubim


65-Salinas


66-Salto da Divisa


67-Santa Cruz de Salinas ( criado em 1992)


68-Santa Maria do Salto


69-Santo Antonio do Jacinto


70-Santo Antonio do Retiro ( criado em 1992)


71-São Gonçalo do Rio Preto


72-Senador Modestino Gonçalves


73-Serranópolis de Minas


74-Serro


75-Setubinha ( criado em 1992)


76-Taiobeiras


77-Turmalina


78-Vargem Grande do Rio Pardo ( criado em 1995)


79-Veredinha ( criado em 1992)


80-Virgem da Lapa

Fonte: Instituto de Geociências Aplicadas (IGA) e Gazeta de Araçuaí

4 comentários:

Denin disse...

Eu sou a Favor a reintegração dos ex-distritos que não se desenvolveram bem aos seus municípios de origem, até porque o Governo economizaria gastos e poderia investir mais nos municípios consolidados!

Unknown disse...

Dessas 80 cidades citadas aí algumas delas hoje pertencem a mesorregião do Alto Rio Pardo como por ex: Taiobeiras,Rio Pardo,Berizal, Vargem grande do Rio Pardo e Montezuma. Já há outras citadas que mesmo sendo do Alto Rio Pardo têm sua geohidrografia do Jequitinhonha; Salinas,Sta Cruz de Salinas, Novorizonte,Fruta de Leite, Padre Carvalho, Josenópolis e Rubelita. Enquanto que não foram citadas Ninheira e Curral de Dentro (ambas criadas em 1995) Pertencentes ao Alto Rio Pardo das quais sua geohidrografia sao do Rio Pardo. Outras como Porteirinha, Pai Pedro e Nova Porteirinha também não deveriam estarem nessa lista visto que estás 3 sao respectivamente do Norte de Minas tendo sua geografia e sua hidrografia pertencendo a sub bacia do Rio Gorutuba. Sou nascido em Salinas e criado na z.rural de Cachoeira de Pajeú e conheço muito bem minha região,espero ter colaborado com parte de meu conhecimento. Muito obrigado.

Álbano Silveira Machado disse...

Unknown. Primeiro, seria bom se identificar. Segundo, os municípios citados fazem parte total ou parcialmente da Bacia Hidrográfica do Rio Jequitinhonha.
O estado de Minas Gerais, entre 1989 e 2017, foi divido geograficamente em sessenta e seis microrregiões: Em 2017, o IBGE extinguiu as microrregiões e mesorregiões, criando um novo quadro regional brasileiro, com novas divisões geográficas denominadas, respectivamente, regiões geográficas imediatas e regiões geográficas intermediárias.
O governo de Minas criou 17 Territórios de Desenvolvimento.
Nós, do Vale do Jequitinhonha, que temos identidade regional, acreditamos que os limites do nosso Vale são a Bacia Hidrográfica.
É dificil estabelecer limites, mas o IBGE publicou um diagnóstico ambiental da Baci do Rio Jequitinhonha, registrando que a Bacia possuía 67 municípios.

Os dados de 1997, segundo o IBGE, a bacia hidrográfica do rio Jequitinhonha estendia-se por quatro mesorregiões mineiras (Jequitinhonha, Metropolitana de Belo Horizonte, Norte de Minas e Vale do Mucuri), abrangendo as microrregiões de Almenara, Araçuaí, Capelinha, Diamantina, Pedra Azul, Conceição de Mato Dentro, Bocaiúva, Grão Mogol, Janaúba, Salinas e
Teófilo Otoni.

Na Bahia, a área pertinente à bacia compreende setores das mesorregiões do Centro-Sul Baiano e Sul Baiano, que englobam as microrregiões de Itapetinga,Ilhéus-Itabuna e Porto Seguro.

Dentre os municípios referidos, existem aqueles que possuem área integralmente incluída na bacia do rio Jequitinhonha e municípios que possuem parcela de sua área externa ao perímetro considerado. Assim, por exemplo, os municípios de Porteirinha, Rio Pardo de Minas, Rio Vermelho, Eunápolis, Macarani, Mascote e Santa Cruz Cabrália constam como integrantes da bacia apesar da pouca representatividade do espaço físico incluído na bacia.

Segundo o IBGE, há vários municípios integrados à Bacia do Jequitinhonha com partes fora da área do perímetro como: Bocaiúva, Datas, Caraí, Diamantina, Felisburgo, Malacacheta, Porteirinha, Riacho dos Machados, Rio do Prado, Rio Pardo de Minas, Rio Vermelho, Salinas, Santo Antônio do Jacinto, Serro e Taiobeiras.

Portanto, se mencionarmos todos os municípios da Bacia Hidrográfica do Rio Jequitinhonha, considerando os territórios parciais e integrais, o número de municípios , ainda é maior.

Célio Roberto disse...

Ótimas observações! Conhecimento é sempre bem-vindo! Eu só gostaria que os governantes olhassem para nosso Vale com mais respeito e valorização. Nasci em Almenara, morei por volta de 20 anos em BH e estou de volta. Percebi poucas mudanças. Algumas sutis na educação (faculdades, etc,). A cultura ainda é deixada de lado. Desejo melhores tempos!!!

Postar um comentário