quinta-feira, 17 de abril de 2014

Vale do Jequitinhonha encena Paixão de Cristo em várias cidades.

Vale do Jequitinhonha celebra a paixão e a ressurreição de Cristo, na Semana Santa.
Os municípios do Vale têm programação especial para celebrar a data.
Encenação da Paixão de Cristo, na praça pública de Capelinha - MG.
Descendimento da cruz. Cena da representação teatral da morte de Jesus Cristo. 
Em Berilo, na Praça da Prefeitura, em 2011. 

Tapetes feitos com serragem, borra de café e cal colorem e enfeitam as ladeiras das cidades históricas

Celebrações religiosas tomam conta das paróquias do Vale do Jequitinhonha na Semana Santa, que este ano acontece de 13 a 20 de abril.
 Soldado romano, representado pelo pintor Silvano Amaral, em Berilo, no Médio Jequitinhonha, Diocese de Araçuaí.
As três Dioceses da região do Vale do Jequitinhonha – Diamantina, Araçuaí e Almenara – divulgam uma programação especial para celebrar a data. Além da participação dos fiéis católicos os turistas aproveitam o feriado para conhecer e vivenciar as mais belas representações da morte e ressurreição de Cristo.
A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais salienta que o turismo religioso sempre foi um dos principais atrativos turísticos do Estado e, que as celebrações da Semana Santa em Minas Gerais, são um resgate da tradição tricentenária do povo mineiro, que enfeita suas casas e suas ruas para celebrar a paixão de Jesus Cristo. 
Teatro popular em Itamarandiba, no Alto Jequitinhonha.
“Em Minas Gerais destaca-se a religiosidade popular, vivida intensamente por nossas comunidades. Em todas as regiões deste imenso Estado, as cidades transformam-se em um palco vivo da religião”, destaca o texto de divulgação.
Representação religiosa popular
Nas cidades históricas do Vale, a população sai às ruas para participar, com fé e emoção, dos atos e rituais da liturgia católica. As celebrações são verdadeiros espetáculos encenados com o rigor da herança bíblica, com todos os simbolismos, atores e anjos, figurinos e estandartes.
Diamantina mantêm ritos tradicionais nas celebrações da Semana Santa, que se iniciou no Domingo de Ramos, prossegue com a Procissão do Encontro, a cerimônia do Lava-Pés, a Sexta-Feira da Paixão, com a crucificação e morte de Jesus Cristo, o Descendimento da Cruz e termina com a Ressurreição, no Domingo de Páscoa.
Uma das tradições mais antigas preservada na cidade é a “Guarda Romana”, onde mais de 50 homens caracterizados participam da Via Sacra.
A confecção dos tapetes de serragem terá inicio em frente à igreja Catedral Metropolitana, a partir da meia-noite do Sábado de Aleluia até a manhã do Domingo de Páscoa.

Confira o video abaixo, da Semana Santa em Diamantina, no ano de 2012.




  1. Semana Santa em Diamantina - MG - Turismo Religioso

    www.youtube.com › watch

    Mar 10, 2012 - Uploaded by Maria Edna Dias
    Semana Santa em Diamantina - MG(Turismo Religioso) ... Queremos Deus - Semana Santa em Ouro ...
No município de Serro, na Quinta-feira Santa haverá encenação da prisão de Cristo, ao lado da Igreja Matriz, no centro da cidade. 
Na sexta, às 9h, a população sai em Via Sacra da Igreja Matriz, em direção à Igreja Nossa Senhora do Carmo. Às 21h, na praça central da cidade, haverá a encenação da Paixão de Cristo, seguida de procissão pelas ruas da cidade.
Em Itamarandiba, no Alto Jequitinhonha, Diocese de Diamantina, os católicos enchem a praça para assistir uma das mais belas representações populares do Vale, na Sexta-feira da Paixão, 18.04.

Um elenco de mais de 90 artistas populares emociona um público de aproximadamente 5 mil pessoas.


Em Capelinha, também no Alto Jequitinhonha, os fiéis vão lotar o Parque de Exposições para a celebração da Paixão de Cristo.  A encenação relembra os últimos momentos de Jesus Cristo e reúne milhares de católicos todos os anos na cidade de Capelinha. 


Logo no início do auto, é representado um dos momentos mais importantes do cristianismo: a Santa Ceia, quando Jesus divide o pão com apóstolos. Depois, são encenadas a traição de Judas e o julgamento de Cristo.  Em seguida, é apresentada a cena em que Jesus sofre com o peso da cruz e com os açoites e cai várias vezes.  A cena da crucificação de Cristo e da ressurreição emociona os fiéis. 
Assim registrou Aléquisson Gomes, em 2013.

Praça do Povo, no centro de Capelinha, na Sexta-feira da Paixão, em 2013.
Em Minas Novas, cidade tricentenária, mãe de quase todos os municípios do Vale do Jequitinhonha, cheia de igrejas coloniais, tem suas ruas ocupadas por fiéis católicos em vias sacras, procissões, novenas e encenações da Paixão e Ressurreição de Cristo. 
Na cidade de Berilo, no Médio Jequitinhonha, Diocese de Araçuaí, mais de 40 atores amadores ensaiam , há mais de um mês, para fazer deste ano, um momento marcante na encenação do martírio de Cristo. 
Com um novo formato,os papéis de Cristo, Maria Madalena, Pilatos, os soldados romanos e todos os figurantes da maior marca histórica da cultura judaico-cristã de todo o mundo, promete ser inesquecíveis para os fiéis católicos, principalmente para as crianças que guardam este momento na sua memória, por toda a vida. 


Encenação em praça pública, na cidade de Itamarandiba, no Alto Jequitinhonha.

Um comentário:

marilia jardim disse...

Que bonito! Cultura e fé. Registros memoráveis.

Postar um comentário