domingo, 11 de dezembro de 2016

Pedra de fel é encontrada e gera briga entre lavradores.

Disputa por pedra de fel termina em briga entre lavradores em Caraí, no Vale do Jequitinhonha.

Pedra de fel é encontrada na vesícula de bovinos (Foto: Site Pedra de Fel/Divulgação)
Dois lavradores se agrediram mutuamente, na tarde de quinta-feira (8/12/2016), em uma fazenda na região de Pau D’Alho, zona rural de Caraí, no Médio Jequitinhonha, nordeste de Minas, durante disputa por uma pedra de fel, encontrada na vesícula de uma vaca.
Os dois foram levados para o hospital Nossa Senhora Mãe da Igreja, na cidade de Padre Paraíso. Após atendimento, um dos envolvidos foi transferido para um hospital em Teófilo Otoni e o outro foi preso.
Cloves Ferreira Maurício, de 37 anos, que apresentava lesões e sangramento em várias partes do corpo, contou que a confusão foi gerada após a morte de uma vaca, na fazenda onde ele trabalha com o colega Joaquim Rodrigues de Oliveira, de 55 anos.
De acordo com o lavrador, ele e o colega resolveram aproveitar a carne do animal e durante o processo de separação das partes, os dois encontraram uma pedra na vesícula do animal, conhecida como pedra de fel.
Segundo a ocorrência policial, Cloves Ferreira se apoderou da pedra, levando-a para a casa dele, com a promessa de entregá-la para o proprietário da fazenda e do animal.
Disputa
“No dia da confusão, o Joaquim Rodrigues foi até à casa do Cloves, dizendo que queria a pedra para entregá-la ao dono da fazenda. O Cloves não aceitou entregar a pedra. Insatisfeito, Joaquim se apoderou de uma faca e desferiu vários golpes contra Cloves, acertando o tórax e braço esquerdo dele. Para não ser morto, Cloves saiu correndo, mas foi perseguido pelo Joaquim que acabou sendo agredido com uma paulada na cabeçada, desferida pelo Cloves”, informou um policial.
Os envolvidos foram socorridos por uma equipe do SAMU e encaminhados para o hospital de Padre Paraíso. Devido à gravidade dos ferimentos, Cloves Ferreira foi transferido para Teófilo Otoni, onde segue internado em estado estável.
As armas utilizadas na confusão, não foram localizadas. Após atendimento, o lavrador Joaquim Rodrigues foi preso em flagrante e conduzido para a delegacia de Polícia Civil. A PM não informou o destino da “pedra de fel”.
A raridade da valiosa Pedra de fel
Nos maiores frigoríficos de Minas, câmeras no teto vigiam uma mina de dinheiro: o local onde são encontradas as pedras de fel. “Em 100 vacas, a gente encontra umas 6 pedras”, diz o funcionário de um frigorífico da região do Vale do Mucuri.
Raras e valiosas, as pedras crescem na vesícula dos animais. Descobertas, são guardadas como joias no cofre.
O cálculo é formado pelo acúmulo de sais (biliares e de cálcio) na vesícula biliar do animal. Não existe ainda, pesquisas que expliquem os fatos que determinem sua formação. Só se sabe que é preciso que seja um animal mais velho.
Um quilo de pedra vale entre R$ 12 a R$ 35 mil, porém é preciso seis meses para juntar este volume.
O preço se compara ao do grama do ouro e a descrição de seus usos encontram divergências. Alguns o associam ao processo de indução para formação da pérola. Existem os que afirmam que os cálculos são usados para fixação de pintura em porcelana. Há os que asseguram que eles possuem propriedades afrodisíacas e outros que citam seu uso para fabricação de medicamentos.
No Brasil, as pedras não valem um centavo. Mas do outro lado do mundo, podem ser mais caras que o ouro. Os principais interessados são os chineses que compram de intermediários que moram em Barretos, interior de São Paulo e em Governador Valadares, região leste de Minas Gerais.
Na Ásia, elas são usadas na fabricação de remédios. As que não têm defeito são vendidas por até R$ 30 o grama, R$ 4 reais a mais que o ouro puro. A Receita Federal diz que nunca recebeu uma declaração da saída dessas pedras do Brasil.
Algumas pedras de fel podem ser do tamanho de um ovo de galinha, ou 100 gramas. mas, a maioria tem o tamanho de um ovo de pombo, ou 10 gramas. Ou seja, dependendo do tamanho, uma pedra de fel varia de R$ 300 a R$ 3 mil.
As pedras são valiosas porque têm grandes quantidades de proteínas, sódio e sais minerais.
A maioria dos frigoríficos dispensa comentar detalhes a respeito e outros não aceitam nem falar sobre as tais pedras valiosas.

Pedra de fel é encontrada na vesícula de bovinos (Foto: Site Pedra de Fel/Divulgação)



Pedra de fel é encontrada na vesícula de bovinos (Foto: Site Pedra de Fel/Divulgação)


Fonte: Gazeta de Araçuaí

Nenhum comentário:

Postar um comentário