sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Povo de Lelivéldia bloqueia estrada após acidente que matou motociclista

Jovem Láercio morreu no choque entre moto e carreta que transporta eucalipto.

O jovem Laércio Alves do Nascimento, de 25 anos, faleceu no acidente entre uma carreta e  sua moto, na LMG-677, no trecho entre Lelivéldia e o Posto Cristal, no município de Berilo, no Médio Jequitinhonha, no nordeste de Minas. O acidente ocorreu por volta das 10 horas desta quinta-feira, 10.09.15.

O motociclista chegou a ser socorrido em uma Unidade de Saúde de José Gonçalves de Minas, a 22 km do acidente. Ele obteve os primeiros socorros, tendo sido encaminhado para o Hospital de Turmalina, a 115 km de Leliveldia, onde Laércio veio a falecer. O irmão de Láercio, Rafael Alves do Nascimento, caroneiro da moto, não sofreu nenhum ferimento.


ferime


Foto de Saha Alves.Laércio Alves do Nascimento nasceu no dia 14.09.89. Completaria 26 anos na próxima semana. Ele era filho de Ordália Alves do Nascimento e Francisco Rego do Nascimento, moradores da comunidade rural de Coqueiros, no distrito de Lelivéldia, próximo à Barragem de Irapé, no rio Jequitinhonha. Ele vivia trabalhando em várias empresas do país, em vários estados, em atividades diversas como corte de cana, colheita de café. 

Segundo Cleto Avelino, professor aposentado, ex-vice-prefeito de Berilo, Laércio estava trabalhando na região de Montes Claros e tirou uns dias de folga do trabalho para visitar os pais e irmãos. Seu irmão mais novo, Rafael, foi buscá-lo, de moto, em Leliveldia, a 5 km da comunidade de Coqueiros, onde a sua família mora. Iria abastecer no Posto Cristal e seguir para a casa dos pais. No trajeto, aconteceu  o acidente fatal. Rafael não conseguiu nem ver seus pais. 






Protesto com bloqueio da estrada
O acidente revoltou a população de Lelivéldia e comunidades vizinhas. De  imediato, vários cidadãos se juntaram e bloquearam a estrada, juntando pneus velhos e madeira, colocando fogo. 

O professor Valdomiro Alves Ribeiro  disse ao Blog do Banu que a causa do acidente foi, possivelmente, a poeira levantada pelo grande tráfego de carretas carregadas de eucalipto a serviço da empresa Suzano Celulose S.A. "Por onde as carretas passam há um poeirão que impossibilita a visão de quem vem em sentido contrário, podendo ocorrer acidentes como este", disse. 

Segundo Valdomiro, a estrada só será liberada com a chegada de representantes da empresa Suzano e  negociações de medidas de segurança para os moradores da região que transitam pela estrada, assim como de outros que transitam por ali. Afirmou que os moradores estão  cansados de ouvir promessas e o problema continua. 
Carretas carregadas de madeira de eucalipto, estacionadas no Posto Cristal, perto do acidente. 

O deputado estadual Jean Freire (PT-MG), que é do Vale do Jequitinhonha, esteve no local do acidente e comunicou ao DER-MG, cobrando providências para segurança da população. Ainda nesta manhã, ele fará reunião com a população de Lelivéldia, mais de 30 motoristas das carretas que se encontram parados entre Lelivéldia e Ijicatu, além dos representantes do DER, Suzano Celulose e Polícia Militar.


















Fotos de páginas do  facebook e Polícia Militar.

Um comentário:

nicky Araújo lima Araujo disse...

Quantos mais vão Ter que vim a obto por causa da inresponsabilidade do governo de minas. bando de coruptos, Lelivelvia é um luga muito esquecido por todos, ta Mais que na hora de ter melhoras, e falo de melhoras não de promesas. Porque de promesas o inferno Tá cheio. Isso é Uma revolta

Postar um comentário