domingo, 18 de setembro de 2016

Artesanato do Vale do Jequitinhonha é homenageado em selo dos Correios


Governo de Minas Gerais e Correios eternizam bonecas do Vale Jequitinhonha.

Selos vão trazer imagens das premiadas bonecas de barro da Mestra Dona Izabel Mendes, arte que atravessou gerações e virou referência nacional.


Para valorizar ainda mais a arte popular brasileira, especialmente o tradicional artesanato mineiro, o Governo do Estado e a Regional dos Correios em Minas Gerais lançam, na próxima terça-feira (20/9), um conjunto de selos com as premiadas bonecas de barro da Mestra Dona Izabel Mendes, do Vale do Jequitinhonha. 

O evento ocorre, às 10h, no Centro de Artesanato Mineiro, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte. 
A iniciativa dos selos foi originada do Vale Mais -- Instituto Sociocultural do Jequitinhonha, que se inscreveu no edital dos Correios e apoia as mais diferentes manifestações culturais. A partir daí houve apoio efetivo do Governo do Estado, por meio da Coordenação do Artesanato da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Sedif), Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) e o parceiro Centro de Artesanato Mineiro.  
As bonecas foram trabalhadas no barro com uma técnica peculiar, que foi passada para as gerações seguintes. Ela tinha prazer em ensinar e os seus filhos e netos aprenderam o ofício e se transformaram em referência na arte popular brasileira. Todos eles confirmaram presença no evento.
Os selos foram produzidos a partir de fotografias que integram o acervo do Centro de Arte Popular (Cemig), utilizando recursos de computação gráfica. Eles ilustram os valores que a Mestra Dona Izabel Mendes atribuiu ao universo feminino, destacando a beleza, as noivas e os seus buquês, entre outros momentos da mulher.

-2:33
1.179 visualizações
Rubinho Do Vale
m coração, ela jura que tem a doçura do mel. A boneca de Dona Isabel parece pintada em papel, da terra nasce a pintura, a escultura desce do céu. Maria, Joana e Raquel não pagam pensão nem hotel, são as princesas do Vale, bonecas de Dona Isabel. A mão de Dona Isabel deslisa bem mais que pincel, transforma o barro em boneca, poema, poeta, cordel. A boneca de Dona Isabel é a história de tanta Isabel, mulheres do vale, da lida, retrato da vida fiel." (Edição do clipe: Disha Juliana Guarani Kaiowá)
História
Nascida em Córrego Novo, em 1924, Mestra Isabel Mendes viveu a maior parte da sua vida em Santana do Araçuaí, distrito de Pontes dos Volantes, no Vale do Jequitinhonha.  A artesã faleceu em 2014, com 90 anos de idade. A sua obra foi vencedora, entre outros, da 7ª edição do Prêmio Unesco de Artesanato para a América Latina e Caribe, quando concorreu com 90 trabalhos de 16 países.
Serviço:
Lançamento do Selo Comemorativo “As Bonecas da Mestra Dona Izabel Mendes”
Dia: 20 de Setembro (Terça-feira)
Horário: 10h
Local: Centro de Artesanato Mineiro (Palácio das Artes) - Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro, BH.

Nenhum comentário:

Postar um comentário