quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Santa Maria do Salto: Prefeito afastado por improbidade administrativa

Santa Maria do Salto: Prefeito afastado por improbidade administrativa
Nesta quarta feira (29), após receber denúncia do Ministério Público do Estado de Minas Gerais requerendo o afastamento do Prefeito do município de Santa Maria do Salto, Edmilson Renon, o Juiz de Direito da Comarca de Jacinto, Eduardo Monção Nascimento, com base nas provas apresentadas no processo, deferiu o pedido considerando que houve ato de Improbidade Administrativa.


Para o Juiz, “o prefeito Edmilson Renon e seu neto, Osmário Monteiro Gaspar Filho,o "Adriano Renon", estavam utilizando de mão de obra dos funcionários da prefeitura de Santa Maria do Salto para trabalhos nas propriedades particulares da família, durante o expediente destes, causando prejuízo ao erário público violando os princípios que regem a Administração Pública”.

Além disso, o Ministério Público com base nos depoimentos de funcionários da Prefeitura Municipal de Santa Maria do Salto encontrou mais duas irregularidades: fraude em licitação e prática de nepotismo.

O prefeito Edmilson Renon poderá recorrer dessa decisão. Por enquanto ficará afastado do cargo, todavia, sem prejuízo em seu salário.

O Ministério Público, em face da vergonhosa omissão dos legisladores municipais em fiscalizar o Executivo, nesse e nos vários casos envolvendo prefeitos da nossa região noticiados aqui,protagoniza o papel que deveria ser dos vereadores “eleitos pelo povo”.


Fonte: Diário do Jequi, de Almenara

A mídia comercial em guerra contra Lula e Dilma

A mídia comercial em guerra contra Lula e Dilma
Leonardo Boff*
O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de idéias e de interpretações e o uso legítimo da liberdade da imprensa. Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e
a candidata Dilma Rousseff.

Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta. Precisamos dar o nome a esta mídia comercial. São famílias que, quando vêem seus interesses comerciais e ideológicos contrariados, se comportam como "famiglia" mafiosa.
O artigo é de Leonardo Boff.

Sou profundamente marcado pela liberdade de expressão em nome da qual fui punido
com o "silêncio obsequioso"pelas autoridades do Vaticano. Sob risco de ser preso e torturado, ajudei a editora Vozes a publicar corajosamente o "Brasil Nunca Mais" onde se denunciavam as torturas, usando exclusivamente fontes militares, o que acelerou a queda do regime autoritário.

Esta história de vida, me avaliza para fazer as críticas que ora faço ao atual enfrentamento entre o Presidente Lula e a midia comercial que reclama ser tolhida em sua liberdade. O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de idéias e de interpretações e o uso legítimo da
liberdade da imprensa.
Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta.

Precisamos dar o nome a esta mídia comercial. São famílias que, quando vêem seus interesses comerciais e ideológicos contrariados, se comportam como "famiglia" mafiosa. São donos privados que pretendem falar para todo Brasil e manter sob tutela a assim chamada opinião pública. São os donos do Estado de São Paulo, da Folha de São Paulo, de O Globo, da revista Veja na qual se instalou a razão cínica e o que há de mais falso e chulo da imprensa brasileira.

Estes estão a serviço de um bloco histórico, assentado sobre o capital que sempre explorou o povo e que não aceita um Presidente que vem deste povo.
Mais que informar e fornecer material para a discussão pública, pois essa é a missão da
imprensa, esta mídia empresarial se comporta como um feroz partido de oposição.

Na sua fúria, quais desesperados e inapelavelmente derrotados, seus donos, editorialistas e analistas não têm o mínimo respeito devido à mais alta autoridade do pais, ao Presidente Lula. Nele vêem apenas um peão a ser tratado com o chicote da palavra que humilha.

Mas há um fato que eles não conseguem digerir em seu estômago elitista. Custa-lhes aceitar que um operário, nordestino, sobrevivente da grande tribulação dos filhos da pobreza, chegasse a ser Presidente. Este lugar, a Presidência, assim pensam, cabe a eles, os ilustrados, os articulados
com o mundo, embora não consigam se livrar do complexo de vira-latas, pois se sentem meramente menores e associados ao grande jogo mundial.

Para eles, o lugar do peão é na fábrica produzindo. Como o mostrou o grande historiador José Honório Rodrigues (Conciliação e Reforma) a maioria dominante, conservadora ou liberal, foi sempre alienada, antiprogresssita, antinacional e nãocontemporânea. A liderança nunca se reconciliou com o povo.

Nunca viu nele uma criatura de Deus, nunca o reconheceu, pois gostaria que ele fosse o que não é. Nunca viu suas virtudes nem admirou seus serviços ao país, chamou-o de tudo, Jeca Tatu, negou seus direitos, arrasou sua vida e logo que o viu crescer ela lhe negou, pouco a pouco, sua aprovação, conspirou para colocá-lo de novo na periferia, no lugar que contiua achando que lhe pertence.

Pois esse é o sentido da guerra que movem contra Lula. É uma guerra contra os pobres que estão se libertando. Eles não temem o pobre submisso. Eles tem pavor do pobre que pensa, que fala, que progride e que faz uma trajetória ascendente como Lula. Trata-se, como se depreende, de uma questão de classe. Os de baixo devem ficar em baixo.

Ocorre que alguém de baixo chegou lá em cima. Tornou-se o Presidene de todos os brasileiros. Isso para eles é simplesmente intolerável.

Os donos e seus aliados ideológicos perderam o pulso da história. Não se deram conta de que o Brasil mudou. Surgiram redes de movimentos sociais organizados de onde vem Lula e tantas outras lideranças. Não há mais lugar para coroneis e de "fazedores de cabeça" do povo.

Quando Lula afirmou que "a opinião pública somos nós", frase tão distorcida por essa midia raivosa, quis enfatizar que o povo organizado e consciente arrebatou a pretensão da midia comercial de ser a formadora e a porta-voz exclusiva da opinião pública. Ela tem que renunciar à ditadura da palavra escrita, falada e televisionada e disputar com outras fontes de informação e de opinião.

O povo cansado de ser governado pelas classes dominantes resolveu votar em si mesmo. Votou em Lula como o seu representante. Uma vez no Governo, operou uma revolução conceptual, inaceitável para elas.

O Estado não se fez inimigo do povo, mas o indutor de mudanças profundas que beneficiaram mais de 30 milhões de brasileiros. De miseráveis se fizeram pobres laboriosos, de pobres laboriosos se fizeram classe média baixa e de classe média baixa de fizeram classe média. Começaram a comer, a ter luz em casa, a poder mandar seus filhos para a escola, a ganhar mais
salário, em fim, a melhorar de vida.

Outro conceito inovador foi o desenvolvimento com inclusão social e distribuição de renda. Antes havia apenas desenvolvimento/crescimento que beneficiava aos já beneficiados à custa das massas destituidas e com salários de fome. Agora ocorreu visível mobilização de classes, gerando satisfação das grandes maiorias e a esperança que tudo ainda pode ficar melhor. Concedemos que no Governo atual há um déficit de consciência e de práticas ecológicas. Mas importa reconhecer que Lula foi fiel à sua promessa de fazer amplas políticas públicas na direção dos mais marginalizados.

O que a grande maioria almeja é manter a continuidade deste processo de melhora e de
mudança. Ora, esta continuidade é perigosa para a mídia comercial que assiste, assustada, o fortalecimento da soberania popular que se torna crítica, não mais manipulável e com vontade de ser ator dessa nova história democrática do Brasil.

Vai ser uma democracia cada vez mais participativa e não apenas delegatícia. Esta abria amplo espaço à corrupção das elites e dava preponderância aos interesses das classes opulentas e ao seu braço ideológico que é a mídia comercial. A democracia participativa escuta os movimentos sociais, faz do Movimento dos Sem Terra (MST), odiado especialmente pela VEJA faz questão de não ver, protagonista de mudanças sociais não somente com referência à terra mas também ao modelo econômico e às formas cooperativas de produção.

O que está em jogo neste enfrentamento entre a midia comercial e Lula/Dilma é a questão: que Brasil queremos? Aquele injusto, neocolonial, neoglobalizado e no fundo, retrógrado e velhista ou o Brasil novo com sujeitos históricos novos, antes sempre mantidos à margem e agora despontando com energias novas para construir um Brasil que ainda nunca tínhamos visto antes.
Esse Brasil é combatido na pessoa do Presidente Lula e da candidata Dilma. Mas estes representam o que deve ser. E o que deve ser tem força. Irão triunfar a despeito da má vontade deste setor endurecido da midia comercial e empresarial.

A vitória de Dilma dará solidez a este caminho novo ansiado e construido com suor e sangue por tantas gerações de brasileiros.

(*) Teólogo, filósofo, escritor e representante da Iniciativa Internacional da Carta da Terra.

PT e PMDB elegem maioria dos deputados

PT e PMDB elegem maioria dos deputados e senadores
O PT e o PMDB devem sair com as maiores bancadas de deputados federais e senadores, nesta eleição de 3 de outubro de 2.010. O PT tem 79 deputdos federais , devendo ir para 100 parlamentares. O PMDB que tem 90 deputados deve aumentar um pouquinho mais e chegar também a uma centena. No Senado, o PMDB deve ficar com cerca de 18 senadores. O PT que possui 9 deve subir para 15.
Juntando a parlamentares de outros partidos, a próxima presidenta Dilma terá maioria na Câmarae no Senado.
O PSDB deve perder vagas para senadores e aumentar um pouco seus deputados federais. Tem 59, devendo permanecer com o mesmo número ou ter um pequeno aumento da sua bancada.
O DEM será o maior derrotado de todos. Dos atuais 59 deputados deve cair para 40 ou 45 parlamentares federais. Deve perder alguns senadores.
Outros partidos como o PDT. PC do B, PP e PSB devme aumentar suas bancadas.
Isso é o que indica a maioria dos analistas políticos do país.
Minas Gerais Algumas análises prévias dão como certa alterações nos quadros de representações parlamentares em Minas. A bancada mineira tem 53 deputados federais.
O PMDB deve eleger a maior bancada mineira de deputados no Congresso Nacional, em torno de 15. O PT deve vir logo em seguida com 9 parlamentares. O PSDB com 8. O DEM elege 4 deputados federais.
O PP e o PV devem eleger 3; o PDT , o PPS, PTB e o PSB 2; o PC do B, PR e o PRB 1 cada.
Os dois senadores eleitos serão Aécio Neves e Itamar Franco.

Com informações do DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Almenara. REDE EM AÇÃO na comunidade da Prata

Almenara: REDE EM AÇÃO na comunidade da Prata
Diversas empresas e a Prefeitura participaram dessa ação cívico social
A Prefeitura Municipal de Almenara e a Policia Militar de Minas Gerais, em parceria com outros órgãos públicos e da iniciativa privada realizou no dia 25 de setembro, sábado, mais uma REDE EM AÇÃO. Desta vez, a ação cívica social foi realizada na Comunidade da Prata visando atender as principais carências e necessidades daquela comunidade e das comunidades da Malícia, Pratinha, Barrinha, Craquimó e Bananeira.

Em seu discurso, a Prefeita Municipal de Almenara, Fabiany Ferraz destacou que apesar da simplicidade da ação, os resultados são bastante satisfatórios, rápidos e eficazes. Destacou também a importância de uma prefeitura ativa e presencial para o beneficio socioeconômico do Município de Almenara. Fabiany frisou ainda a grande quantidade de obras que a prefeitura vem desenvolvendo em Almenara.

O Comandante do 44º BPM, Ten Cel Romildo Scheffer, discursou sobre as constantes modernizações que a Policia Militar vem sofrendo para propiciar ao cidadão um melhor atendimento, baseando-se na filosofia da Policia Comunitária e nos Direitos Humanos; o Ten Cel Scheffer também fez um paradoxo entre os métodos de policiamentos ultrapassados baseados exclusivamente na repressão e os métodos atuais baseados precipuamente na prevenção, desmitificando a visão de uma policia abusiva e arbitraria, realçando a visão de uma policia multifuncional e comunitária.
Durante seu discurso, o senhor Joacir, Presidente da Comunidade da Prata, reforçou os dizeres do Ten Cel Romildo Scheffer, ao ressaltar que: "hoje se tem uma nova visão de policia... e não mais aquela visão de uma policia que só aparecia para bater e prender”. Por fim, elogiou a Prefeita, Fabiany Ferraz, dizendo que nunca a prefeitura havia se preocupado tanto com aquelas comunidades e que o referido evento ficará marcado para sempre naquelas comunidade.

Durante o evento diversas atividades foram ofertadas à comunidade, tais como:

40 documentos de identidade confeccionados pela POLICIA CIVIL

05 CARTEIRAS DE TRABALHO emitidas

50 pessoas atendidas pela JUSTIÇA ELEITORAL;

01 pessoa cadastrada no BOLSA FAMILIA;

09 atendimentos individuais no BOLSA FAMILIA;

10 pessoas atendidas pelo CONSELHO TUTELAR;

27 pessoas tiveram ASSISTENCIA MÉDICA E PRÉ-NATAL;

80 pessoas atendidas individualmente pelo INSS;

25 pessoas atendidas por CABELEIREIROS;

28 pessoas atendidas por MANICURE;

28 pessoas atendidas para a AFERIÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL;

192 kit’s de higiene bucal distribuídos;

200 crianças se divertiram na RUA DE LAZER DO SESC LACES DE ALMENARA.

Destacam-se aqui os seguintes órgão e empresas que contribuíram para o brilhantismo deste evento: Polícia Civil, COPASA, SESC LACES DE ALMENARA, Caixa Econômica Federal,
INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), Justiça Eleitoral, Conselho Tutelar, Cartório de Registro Civil.
Texto e fotos do Diário do Jequi, de Almenara

Que seria deste mundo sem militantes?

Que seria deste mundo sem militantes?
Como seria a condição humana se não houvesse militantes?
Não porque os militantes sejam perfeitos, porque tenham sempre a razão, porque sejam super-homens e não se equivoquem. Não é isso.
É que os militantes não vem para buscar o seu, vem entregar a alma por um punhado de sonhos.
Ao fim e ao cabo, o progresso da condição humana depende fundamentalmente de que exista gente que se sinta feliz em gastar sua vida a serviço do progresso humano.
Ser militante não é carregar uma cruz de sacrifício.
É viver a glória interior de lutar pela liberdade em seu sentido transcendente".


Do blog Cloaca News

As baixarias contra Dilma, Lula e o PT

As baixarias contra Dilma, Lula e o PT
É impressionante a quantidade de boatos que vem surgindo sobre a candidata petista Dilma Roussef, o PT e um pouco Lula.
Há e-mails e videos montados que se espalham pela internet.
Não concordo com baixaria em lugar nenhum, mas a direita está se mostrando desesperada e partindo para o tudo ou nada.
É preciso discernir o joio do trigo.
Recebi uma série de e-mails ridicularizando Dilma e uns poucos de José Serra.

Não divulguei nenhum. Não concordo com esta prática política.
Uma campanha eleitoral deve se pautar pelo debate de idéias, projetos e programas, com a exposição da políticas públicas propostas e os compromissos que os candidatos e os partidos devem assumir com os cidadãos e cidadãs brasileiros.

UFVJM abre inscrições para vestibular seriado

UFVJM abre inscrições para vestibular seriado Já estão abertas as inscrições para o SASI 2010-2012, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri-UFVJM.
Incrições até 14/10/2010.
Provas: 12/12/2010.
Onde fazer as fazer as provas:
Águas Formosas; Almenara; Araçuaí; Conceição do Mato Dentro; Curvelo; Diamantina;Ipatinga; Itamarandiba; Malacacheta; Minas Novas; Montes Claros; Nanunque; Padre Paraíso; Pedra Azul; Salto da Divisa; Taiobeiras; Teófilo Otoni e Turmalina
Confira o Edital ufvjm.sasi.edital
Com informações da UFVJM

Guerra das pesquisas: a quem cada um serve?

Guerra das pesquisas: a quem cada um serve?
IBOPE e Vox Populi: Dilma no primeiro turno
Datafolha aposta em Serra no segundo turno
Os institutos de pesquisas voltam a virar polêmica na reta final da campanha eleitoral. A maioria indica que Dilma será eleita no primeiro turno, mas o Datafolha, junto com a rede Globo, apostam no segundo turno. E querem contribuir para isso. Não há uma só notícia sobre erros de José Serra na Prefeitura e Governo de São Paulo, mas escafuncha e acusa a candidata petista de tudo o que é possível e impossível.
José Serra tem uma ligação histórica com a família Frias, proprietária do jornal Folha de S.Paulo e Datafolha. Há 30 anos tem uma coluna fixa, na segunda página do jornal. Desde o início da campanha, o Datafolha vem divulgando números sempre beneficiando seu candidato, mas pousa de neutralidade.
O IBOPE começou a seguir a mesma trilha do Datafolha, mas os outros institutos (Vox Populi e Sensus) começaram a contrapor outros números bem diferentes.
Nesta reta final, parece que o IBOPE vem se alinhando aos dados mais reais, com menos manipulações. O seu presidente, Carlos Augusto Montenegro, que dizia, em maio, que Serra ganharia as eleições, declarou no início de setembro que já “tínhamos uma Presidenta” ao se referir à grande vantagem de Dilma.
O Vox Populi trabalha para a campanha de Anastásia em Minas, mas se mantém neutro na campanha presidencial.
O Sensus/CNT é ligado ao presidente do PR de Minas , Clériston de Andrade, aliado do governo Lula.
Dilma no primeiro turno
Vox Populi mostra uma diferença pró-Dilma de 10% em relação à soma dos outros candidatos, em um placar de 49% x 39%.
O IBOPE mostra Dilma com 50% e os outros candidatos somados com 42%. Dá uma diferença de 8%.
O Sensus aponta Dilma com 47,5% e os outros com 39,2%, com uma diferença de 7,7%.
O Datafolha aponta a menor diferença: Dilma tem 46% contra 44% dos outros candidatos. Apenas 2% de diferença, o que indica que pode dar segundo turno.

Resultados das últimas pesquisas
DATAFOLHA, 28.09-: Dilma 46%; Serra 28%; Marina 14%
VOX POPULI, 28.09 – Dilma 49%; Serra 25%; Marina 12%
IBOPE, 29.09 - Dilma 50%; Serra 27%, Marina 13%
SENSU/CNT - 29.09 - Dilma 47, 5%; Serra 25,6%; Marina 11,6%.
Os outros candidatos somam 2 pontos percentuais, segundo todos os institutos.

Vox Populi: Dilma 49%; Serra 25%; Marina 12%

Vox Populi: Dilma 49%; Serra 25%; Marina 12%
Vantagem petista é de 10% sobre todos os candidatos A cinco dias da eleição, petista tem cinco pontos a mais do que precisaria para vencer no primeiro turno
A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, aparece, neste 28 de setembro, pelo terceiro dia consecutivo, com 49% das intenções de voto no tracking Vox Populi/Band/iG publicado nesta terça-feira. A cinco dias da eleição, Dilma tem pouco mais de 55% dos votos válidos, cinco pontos além do que precisaria para vencer no primeiro turno.
Para encerrar a disputa logo na primeira etapa de votação, Dilma precisaria ter a maioria absoluta dos votos válidos, ou seja, 50% mais um.

O atual cenário dá a Dilma uma vantagem de 10 pontos sobre a soma das intenções de voto contabilizadas por seus adversários.
No tracking, José Serra (PSDB) oscilou um ponto para cima e agora tem 25%.
Já a presidenciável do PV, Marina Silva, que um dia antes contava com 13%, agora soma 12% - o que interrompe uma sequência de três dias consecutivos de crescimento.
Outros candidatos obtiveram 2%.
Brancos e nulos somaram 4% e indecisos 8%. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.
Dilma no primeiro turno
Para Marcos Coimbra, da Vox Populi, Dilma teria que perder 8,5 milhões nos últimos 5 dias até a eleição de 03 de outubro para haver segundo turno. Ele acredita ser improvável isso acontecer devido à estabilidade de Dilma e Serra e ascendência de Marina estar se mostrando estancada.

Dilma ganha em todas regiõesApoiada pela alta popularidade do presidente Lula na região, Dilma tem o melhor desempenho entre eleitores do Nordeste: 65%. Na região, no entanto, a ex-ministra da Casa Civil já contou com até 73% das preferências. Na mesma região, Serra teria hoje 15% dos votos, de acordo com a projeção, e Marina, 7%.

Dilma ainda lidera em todas as regiões, mas encontra seu pior cenário no Sudeste, onde ela conta com 42% das intenções de voto – contra 27% de Serra e 16% de Marina. Já o candidato tucano tem mais votos no Sul (34%), contra 45% de Dilma no local.

Na pesquisa espontânea, quando os nomes dos candidatos não são apresentados, a petista aparece à frente, com 43% das citações (um ponto a mais que na pesquisa anterior); Serra tem 22% e Marina, 9%.
O tracking Vox/Band/iG conta com 2.000 entrevistas, sendo que um quarto dessa amostra é renovada diariamente.
Confira clicando AQUI

Com informações do Portal Último Segundo

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Rebaixamento: Galo precisa vencer oito dos 13 jogos

Rebaixamento: Galo precisa vencer oito dos 13 jogos
Atlético tem 89% de chance de cair para a segunda divisão
Faltando 13 rodadas para o final do Campeonato Brasileiro, a situação do Atlético está ficando cada vez mais delicada. Na vice-lanterna, com apenas 21 pontos, o time está lutando para evitar novo rebaixamento à Série B. Para isso, a equipe precisa somar 25 pontos dos 39 que ainda serão disputados. Ou seja, vencer oito partidas e empatar uma das treze que ainda restam. O Galo precisará de um aproveitamento de 64,10%.

Uma missão um tanto quanto complicada, se analisarmos a campanha do Atlético nas 25 rodadas disputadas até o momento, em que o time teve um desempenho de apenas 28%. Foram 16 derrotas, três empates e seis vitórias. Nos 13 jogos restantes, a equipe precisa de mais do que o dobro de pontos conquistados até o momento.

Das 25 rodadas disputadas, o Atlético passou 17 na zona de rebaixamento. Já são 16 rodadas seguidas entre os quatro últimos colocados. E a situação se complica ainda mais, porque, mesmo se vencer os dois próximos jogos (Ceará e Atlético-GO), a equipe não tem chance matemática de deixar a zona da degola. Isso porque, o primeiro time fora do Z-4, o Flamengo, soma 28 pontos, sete a mais que o Galo.

De acordo com o site Infobola, o Atlético tem 89% de ser rebaixado. Já segundo o site do departamento de matemática da UFMG, as chances são de 87,7%. Para o site Chance de Gol, o Galo tem 86,1% de chance de cair.

Daniela Mineiro - Superesportes

Almenara: Eleição na Associação dos Açougueiros

Almenara: Eleição na Associação dos Açougueiros Diretoria eleita da Associação dos Açougeiros
Na última sexta feira (25/09), a Associação dos Açougueiros de Almenara – ASAAL, reelegeu Marino Oliveira para presidente da entidade com 75 por cento dos votos válidos. Orlando Açougueiro ficou em segundo lugar.

Em entrevista ao portal Diário do Jequi, o presidente reeleito disse que continuará trabalhando para a melhoria da categoria:

“ Melhoramos consideravelmente as condições de trabalho e de saneamento do Abatedouro, visto que antes as condições eram realmente precárias. Sabemos que temos muito a fazer. Pretendemos em breve adquirir um caminhão refrigerado para transportar a carne após o abate, além de outros equipamentos, entre eles, uma câmara frigorífica e uma caldeira esterilizadora para melhorar ainda mais a qualidade de nossos produtos”.

Marino informou ainda que para atender a demanda do município são abatidos cerca de 500 bovinos todo mês com acompanhamento constante da Vigilância Sanitária Municipal.

“Após o abatimento aproveitamos quase tudo do animal. O couro dos animais abatidos é vendido para empresários de Franca - SP referência em calçados de couro no Brasil. Vale destacar que com ajuda do IMA – Instituto Mineiro de Agropecuária, melhoramos também a qualidade do nosso couro. Assim, estamos recebendo uma oferta maior em cada peça".

A Associação dos Açougueiros foi criada em 2002 e conta hoje com mais de 90 associados ativos.


Fonte: Diário do Jequi, de Almenara

Dilma será "a mulher mais poderosa do mundo"

Caminhada de Dilma, Olívio Dutra, Tarso Genro, pelas ruas de Porto Alegre
Dilma será "a mulher mais poderosa do mundo"
Jornal inglês destaca impacto da nova presidenta brasileira no mundo
O jornal inglês The Independent destacou neste domingo, dia 26 de setembro, que o Brasil se prepara para eleger no próximo final de semana a "mulher mais poderosa do mundo" e "uma líder extraordinária".

As pesquisas mostram que ela construiu uma posição inexpugnável – de mais de 50%, comparado com menos de 30% - sobre o seu rival mais próximo, homem enfadonho de centro, chamado José Serra.

Jornal também afirma que candidata tem sofrido ataques em uma campanha impiedosa de degradação patrocinada pela mídia brasileira.
Hugh O'Shaughnessy - The Independent
A mulher mais poderosa do mundo começará a andar com as próprias pernas no próximo fim de semana.

Forte e vigorosa aos 63 anos, essa ex-líder da resistência a uma ditadura militar (que a torturou) se prepara para conquistar o seu lugar como Presidente do Brasil.

Como chefe de estado, a Presidente Dilma Rousseff irá se tornar mais poderosa que a Chanceler da Alemanha, Angela Merkel e que a Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton: seu país enorme de 200 milhões de pessoas está comemorando seu novo tesouro petrolífero.

A taxa de crescimento do Brasil, rivalizando com a China, é algo que a Europa e Washington podem apenas invejar.

Sua ampla vitória prevista para a próxima eleição presidencial será comemorada com encantamento por milhões. Marca a demolição final do “estado de segurança nacional”, um arranjo que os governos conservadores, nos EUA e na Europa uma vez tomaram como seu melhor artifício para limitar a democracia e a reforma.

Ele sustenta um status quo corrompido que mantém a imensa maioria na pobreza na América Latina, enquanto favorece seus amigos ricos.

A senhora Rousseff, a filha de um imigrante búlgaro no Brasil e de sua esposa, professora primária, foi beneficiada por ser, de fato, a primeira ministra do imensamente popular Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ex-líder sindical.

Mas com uma história de determinação e sucesso (que inclui ter se curado de um câncer linfático), essa companheira, mãe e avó será mulher por si mesma. As pesquisas mostram que ela construiu uma posição inexpugnável – de mais de 50%, comparado com menos de 30% - sobre o seu rival mais próximo, homem enfadonho de centro, chamado José Serra.

Há pouca dúvida de que ela estará instalada no Palácio Presidencial Alvorada de Brasília, em janeiro.

Leia artigo completo na cartamaior

Acabou! Dilma já está eleita

Acabou! Dilma ganha no primeiro turno
Tracking da Vox Populi, de 20 a 25 de setembro

Todas as pesquisas, há quase um mês, indicam o que o povo já comentava: Dilma ganha a eleição presidencial no primeiro turno.

uma série de consultas diárias a 500 eleitores no país, mudados a cada dia, chamada de Tracking,
feita pela Vox Populi, mostra que não haverá reversão da subida de Dilma. Ela está estabilizada nos 60% dos votos válidos. José Serra terá 27 dos válidos e Marina 13%.

A diferença pró-Dilma é de 33% dos votos válidos. É um vitória consagradora e arradora no PSDB.

domingo, 26 de setembro de 2010

Mais de 80% da população do Vale já foi recenseada

Mais de 80% da população do Vale já foi recenseada
Maioria dos municípios diminuiu número de habitantes

O Vale do Jequitinhonha continua sendo uma região expulsora de população. Não era preciso nem realizar o Censo Demográfico para constatar esta realidade. Porém, o IBGE já constatou este fato, após recensear mais de 80% da população da região.
O site do IBGE www.ibge.gov.br no ícone apuração indica a população apurada em cada município.
Veja os indicadores registrados até este sábado, dia 26 de setembro:
Almenara – 94% recenseados – 36.170 habitantes;
Araçuaí – 88% recenseados – 32.957 habitantes;
Bocaiúva – 92% recenseados – 42.892 habitantes;
Berilo – 82% recenseadores – 11.218 habitantes;
Capelinha - 100% recenseados – 34.883 habitantes;
Chapada do Norte – 77% recenseadores – 12.379 habitantes
Coronel Murta – 92% recenseados – 8.648 habitantes;
Diamantina – 88% recenseadores – 40.895 habitantes
Francisco Badaró - 88% recenseados – 9.323 habitantes;
Itaobim – 95% recenseadores – 20.558 habitantes
Itamarandiba – 93% recenseados – 31.160 habitantes;
Itinga – 94% recenseadores – 14.262 habitantes;
Jenipapo de Minas - 98% recenseados – 7.127 habitantes;
Jequitinhonha – 94% recenseadores – 23.649 habitantes;
Minas Novas – 87% recenseados – 27.517 habitantes;
Montes Claros – 81% recenseadores – 293.208 habitantes;
Salinas – 90 % recenseados – 34.881 habitantes;
Serro – 84% recenseados – 17.982 habitantes;
Teófilo Otoni – 75% recenseadores – 98.144 habitantes;
Turmalina – 98% recenseados – 17.693 habitantes;
Virgem da Lapa – 88% recenseados – 12.964 habitantes;

Em reunião realizada na Câmara Municipal de Berilo, o técnico do IBGE,João Batista Ferreira, informou que todos os municípios já estão praticamente finalizados os trabalhos, com trabalho de revisão e retorno a domicílios encontrados fechados.

sábado, 25 de setembro de 2010

A desidratação da oposição ao lulismo

A desidratação da oposição ao lulismo
Agora foi a vez de FHC admitir a vitória de Dilma.

Em entrevista ao jornal britânico "Financial Times", o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu a possibilidade de Dilma Rousseff (PT) ser eleita presidente.
O que me preocupa não é necessariamente a derrota eleitoral da oposição.

O que me preocupa é a desitratação de toda e qualquer oposição ao lulismo, incluindo várias facções do PT, das esquerdas, das lideranças populares do país.


Um fenômeno híbrido porque não é exatamente populismo ou totalitarismo. Todo populismo desconsidera as instituições de representação. Prefere falar diretamente às massas. Lula gosta de falar diretamente, mas fortalece e negocia com sindicatos, partidos, ongs, igrejas.


Não se trata, também, de um tipo de totalismo à la Chávez. Lula não mobiliza a população para intimidar a oposição. Ao contrário, desmobiliza qualquer iniciativa de ação de rua, de conflito. Está mais para um estilo neo-getulista, mas também não é exatamente uma cópia.

O lulismo é original neste ponto. Um amálgama do pragmatismo sindical, com perfil carismático e vanguardismo de esquerda, somado à uma forte crença no pacto social pelo desenvolvimento do mercado interno e indústria nacional. Não é exatamente estatizante, mas é orientador dos investimentos e fortalece as empresas estatais que considera estratégicas, com destaque para bancos estatais e área de energia.

Mas não agiu assim em relação à telefonia móvel.

Acertou ponteiros com o grande empresariado, com a maioria dos partidos políticos, fará uma ampla maioria no Congresso Nacional e nos governos estaduais. Qual o espaço que terá qualquer oposição?

Temo por uma espécie de personalismo político que se firme a partir de um bloco de poder avassalador.

Não será chavismo, nem peronismo, nem castrismo.

Terá "notas" de cada um, mas será mais: será o lulismo.

Texto de Rudá Ricci, publicado no blog De esquerda em esquerda

Pedra Azul inaugurou o Ginásio Poliesportivo

Pedra Azul inaugurou o Ginásio Poliesportivo NO início deste mês, na avenida João de Almeida, Praça de Esporte Raul Ostiano, a Prefeitura Municipal de Pedra Azul tendo á frente o Prefeito Ricardo Mendes Pinto , inaugurou o Ginásio Poliesportivo Dr. Dener da Cunha Peixoto.

Esta é uma bela obra que beneficiará os desportistas locais e da região.O local também poderá ser destinado a outros eventos da cidade.

A inauguração foi anteceddido por bela apresentação de uma fanfarra da vizinha cidade de Divisópolis, sempre presente aos acontecimentos importantes de Pedra Azul.

Em seu discurso, o prefeito Ricardo Pinto falou sobre a importancia da inauguração. Aproveitou a oportunidade para anunciar novas obras e agradeceu a presença de todos.

Coube ao Dr. Antônio Américo falar,agradecendo em nome da família , a homenagem póstuma prestada a Dr Dener da Cunha Peixoto.

O Ginásio é um orgulho para Pedra Azul e a região.
Com informações do Diário do Jequi

A FOME DE MARINA

A FOME DE MARINA
Por José Ribamar Bessa Freire*
Há pouco, Caetano Veloso descartou do seu horizonte eleitoral o presidente Lula da Silva, justificando: “Lula é analfabeto”. Por isso, o cantor baiano aderiu à candidatura da senadora Marina da Silva, que tem diploma universitário. Agora, vem a roqueira Rita Lee dizendo que nem assim vota em Marina para presidente, “porque ela tem cara de quem está com fome”.

Os Silva não têm saída: se correr o Caetano pega, se ficar a Rita come.
Tais declarações são espantosas, porque foram feitas não por pistoleiros truculentos, mas por dois artistas refinado s, sensíveis e contestadores, cujas músicas nos embalam e nos ajudam a compreender a aventura da existência humana.

Num país dominado durante cinco séculos por bacharéis cevados, roliços e enxudiosos, eles naturalizaram o canudo de papel e a banha como requisitos indispensáveis ao exercício de governar, para o qual os Silva, por serem iletrados e subnutridos, estariam despreparados.

Caetano Veloso e Rita Lee foram levianos, deselegantes e preconceituosos. Ofenderam o povo brasileiro, que abriga, afinal, uma multidão de silvas famélicos e desescolarizados.

De um lado, reforçam a idéia burra e cartorial de que o saber só existe se for sacramentado pela escola e que tal saber é condição sine qua non para o exercício do poder. De outro, peca m querendo nos fazer acreditar que quem está com fome carece de qualidades para o exercício da representação política.

A rainha do rock, debochada, irreverente e crítica, a quem todos admiramos, dessa vez pisou na bola. Feio.“Venenosa! Êh êh êh êh êh!/ Erva venenosa, êh êh êh êh êh!/ É pior do que cobra cascavel/ O seu veneno é cruel…/ Deus do céu!/ Como ela é maldosa!”.

Nenhum dos dois - nem Caetano, nem Rita - têm tutano para entender esse Brasil profundo que os silvas representam.

A senadora Marina da Silva tem mesmo cara de quem está com fome? Ou se trata de um preconceito da roqueira, que só vê desnutrição ali onde nós vemos uma beleza frágil e sofrida de Frida Kahlo, com seu cabelo amarrado em um coque, seus vestidos longos e seu inevitável xale? Talvez Rita Lee tenha razão em ver fome na cara de Marina, mas se trata de uma fome plural, cuja geografia precisa ser delineada. Se for fome, é fome de quê?

O mapa da fome
A primeira fome de Marina é, efetivamente, fome de comida, fome que roeu sua infância de menina seringueira, quando comeu a macaxeira que o capiroto ralou. Traz em seu rosto as marcas da pobreza, de uma fome crônica que nasceu com ela na colocação de Breu Velho, dentro do Seringal Bagaço, no Acre.

Órfã da mãe ainda menina, acordava de madrugada, andava quilômetros para cortar seringa, fazia roça, remava, carregava água, pescava e até caçava. Três de seus irmãos não aguentaram e acabaram aumentando o alto índice de mortalidade infantil.

Com seus 53 quilos atuais, a segunda fome de Marina é dos alimentos que, mesmo agora, com salário de senadora, não pode usufruir: carne vermelha, frutos do mar, lactose, condimentos e uma longa lista de uma rigorosa dieta prescrita pelos médicos, em razão de doenças contraídas quando cortava seringa no meio da floresta.
Aos seis anos, ela teve o sangue contaminado por mercúrio. Contraiu cinco malárias, três hepatites e uma leishmaniose.

A fome de conhecimentos é a terceira fome de Marina. Não havia escolas no seringal. Ela adquiriu os saberes da floresta através da experiência e do mundo mágico da oralidade.

Quando contraiu hepatite, aos 16 anos, foi para a cidade em busca de tratamento médico e aí mitigou o apetite por novos saberes nas aulas do Mobral e no curso de Educação Integ rada, onde aprendeu a ler e escrever.

Fez os supletivos de 1º e 2º graus e depois o vestibular para o Curso de História da Universidade Federal do Acre, trabalhando como empregada doméstica, lavando roupa, cozinhando, faxinando.

Fome e sede de justiça: essa é sua quarta fome. Para saciá-la, militou nas Comunidades Eclesiais de Base, na associação de moradores de seu bairro, no movimento estudantil e sindical. Junto com Chico Mendes, fundou a CUT no Acre e depois ajudou a construir o PT.

Exerceu dois mandatos de vereadora em Rio Branco, quando devolveu o dinheiro das mordomias legais, mas escandalosas, forçando os demais vereadores a fazerem o mesmo.

Elegeu-se deputada estadual e depois senadora, também por dois mandatos, defendendo os índios, os trabalhadores rurais e os povos da floresta.

Quem viveu da floresta, não quer que a floresta morra. A cidadania ambiental faz parte da sua quinta fome. Ministra do Meio Ambiente, ela criou o Serviço Florestal Brasileiro e o Fundo de Desenvolvimento para gerir as florestas e estimular o manejo florestal.

Combateu, através do Ibama, as atividades predatórias. Reduziu, em três anos, o desmatamento da Amazônia de 57%, com a apreensão de um milhão de metros cúbicos de madeira, prisão de mais 700 criminosos ambientais, desmonte de mais de 1,5 mil empresas ilegais e inibição de 37 mil propriedades de grilagem.

Tudo vira bosta
Esse é o retrato das fomes de Marina da Silva que - na voz de Rita Lee - a descredencia para o exercício da presidência da República porque, no frigir dos ovos, “o ovo frito, o caviar e o cozido/ a buchada e o cabrito/ o cinzento e o colorido/ a ditadura e o oprimido/ o prometido e não cumprido/ e o programa do partido: tudo vira bosta”.

Rita Lee é babaca? Claro que não, mas certamente cometeu uma babaquice. Numa de suas músicas - ‘Você vem’ - ela faz autocrítica antecipada, confessando: “Não entendo de política/ Juro que o Brasil nà £o é mais chanchada/ Você vem… e faz piada”.
Como ela é mutante, esperamos que faça um gesto grandioso, um pedido de desculpas dirigido ao povo brasileiro, cantando: “Desculpe o auê/ Eu não queria magoar você”.

A mesma bala do preconceito disparada contra Marina atingiu também a ministra Dilma Rousseff, em quem Rita Lee também não vota porque, “ela tem cara de professora de matemática e mete medo”.
Ah, Rita Lee conseguiu o milagre de tornar a ministra Dilma menos antipática!

Não usaria essa imagem, se tivesse aprendido elevar uma fração a uma potência, em Manaus, com a professora Mercedes Ponce de Leão, tão fofinha, ou com a nega Nathércia Menezes, tão altaneira.

Deixa ver se eu entendi direito:
Marina não serve porque tem cara de fome. Dilma, porque mete mais medo que um exército de logaritmos , catetos, hipotenusas, senos e co-senos.
Serra, todos nós sabemos, tem cara de vampiro. Sobra quem?
Se for para votar em quem tem cara de quem comeu (e gostou), vamos ressuscitar, então, Paulo Salim Maluf ou Collor de Mello, que exalam saúde por todos os dentes.

Ou o Sarney, untuoso, com sua cara de ratazana bigoduda.
Por que não chamar o José Roberto Arruda, dono de um apetite voraz e de cuecões multi-bolsos? Como diriam os franceses, “il péte de santé”.

O banqueiro Daniel Dantas, bem escanhoado e já desalgemado, tem cara de quem se alimenta bem. Essa é a elite bem nutrida do Brasil…

Rita Lee não se enganou: Marina tem a cara de fome do Brasil, mas isso não é motivo para deixar de votar nela, porque essa é também a cara da resistência, da luta da inteligência contra a brutalidade, do milagre da sobrevivência, o que lhe dá autoridade e a credencia para o exercício de liderança em nosso país.

Marina Silva, a cara da fome? Esse é um argumento convincente para votar nela. Se eu tinha alguma dúvida, Rita Lee me convenceu definitivamente.

(*) Professor, coordena o Programa de Estudos dos Povos Indígenas (UERJ)e pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Memória Social (UNIRIO)

DIREITO DE ESPERNEAR

DIREITO DE ESPERNEAR

A virulência da imprensa contra o atual governo não me espanta mais. Nem mesmo quando um dos grandes jornais do país (grande também nas dívidas, tanto que sua administração já foi até entregue aos banqueiros e a ilustre família agora é só decorativa) dedica cerca de 80% do espaço de sua primeira página a textos abertamente contra Lula, o PT e Dilma. Isso é jornalismo? Isso é liberdade de imprensa?

Ou é liberdade de um lado só?

Outro jornalão, co-irmão desse que virou agência bancária, saiu-se com uma manchete mais ou menos assim: "Filho do braço direito de Dilma envolvido em escândalo".

Aí, eu fiquei pensando em quem seria o "filho do braço direito"...

Seria o dedo mindinho? Ou o polegar?

Agora, fora de brincadeira. Estamos no meio de uma guerra. Eu, você, todo mundo. Não é a guerrilha urbana da criminalidade, não, porque essa já se tornou crônica e cotidiana.

Falo da guerra cujos combates ficam mais ferrenhos em época de eleição. A guerra da mídia contra a transferência de renda. Há muito sabemos que toda guerra tem raízes financeiras. Não se dispara um tiro de fuzil em lugar algum do planeta senão por grana.

Ideologia, religião? Conversa fiada. Exércitos e guerrilheiros só matam por dinheiro.

É a grana da droga nas favelas, nas matas amazônicas ou na Cidade do México.

A grana do petróleo no Oriente Médio e nos Balcãs.

A grana do poder político na África, Índia, Paquistão...

Aqui no Brasil, a guerra do momento não tem tiros. Tem manchetes de jornal, imagens e gravações. Denúncias e mais denúncias não julgadas, mas já desvendadas por jornalistas intrépidos que são melhores que 007 para descobrir todos os passos de um "filho do braço direito".

O campo de batalha dessa guerra de informação e desinformação é a nossa cabeça. A minha e a sua.
Dentro delas, grupos econômicos representados pelos meios de comunicação que conhecemos de outros carnavais, e de outros golpes militares, tentam evitar a todo custo mais quatro anos de transferência de renda no Brasil.
Mais quatro anos de PAC, de transposição do Rio São Francisco para o sertão, de Bolsa-Família, de Pro-Uni e Pro-Jovem.
Mais quatro anos de dinheiro público gasto com quem precisa.

Não basta a alguns ter um possante importado. É preciso que na calçada haja meninos maltrapilhos fazendo malabarismo e babando no seu carrão.

Há corrupção neste governo? Claro que há. Não existe grupo humano no mundo onde não haja um corrupto, um gênio, um retardado, um santo, um demônio, um pedófilo, um altruísta, um traficante, um viciado, um religioso, um truculento, um pacifista...

Denúncias têm que ser apuradas pela Justiça, e os condenados, punidos. Ponto. Mas eu disse "pela Justiça", não pelo jornal.

Só que os cães de guarda da mídia perderam as estribeiras. Como Dilma não cai nas pesquisas, eles esperneiam.

É isso: nossa imprensa devoradora de florestas está exercendo o seu sagrado direito de espernear.

Não sou petista, repito. Já votei até em FHC contra Lula, para que o nosso atual presidente aprendesse a não amarelar mais em debates na TV, como aconteceu diante de Collor em 89 (manipulação de reportagens em telejornais à parte).

Nem tenho certeza se Dilma, caso eleita, será uma boa presidente. Torço para que seja.

Só tenho certeza de uma coisa: adoro ver essa turma espernear até perder o senso do ridículo.

Marcelo Migliaccio

Diamantina: Noite de atrações culturais na UFVJM

Diamantina: Noite de atrações culturais na UFVJM
Como parte da programação do II Simpósio de Extensão da UFVJM, a noite de 06 de outubro, quarta-feira, será marcada por expressões culturais.

Às 19h00 haverá a exposição-debate: Interfaces entre a Cultura e a Extensão Universitária, com a presença do prof. Alberto Tibaji (UFSJ) e de Xavier Ladeira, do Ponto de Cultura de Diamantina.

Às 21h00 acontecerá o lançamento do livro Na Trilha Guerreira dos Borun, da pedagoga e pesquisadora Geralda Chaves Soares (Gêra).

Em seguida, o cantor e compositor Josino Medina se apresenta ao lado de Dener Pinheiro e da poeta Sônia Anja, no lançamento do CD Sumidouro.

Confiram a programação completa do II Simpósio de Extensão da UFVJM www.ufvjm.edu.br/proexc

Informações da UFVJM e Passadiço Virtual

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Berilo faz exposição de Patrimônio Cultural

Berilo faz exposição do Patrimônio Cultural O Patrimônio Cultural de Berilo vem tendo uma atenção especial das escolas públicas, municipais e estaduais. No dia 17 de agosto foram realizadas manifestações pelas ruas da cidade; nas escolas várias atividades são desenvolvidas, como pesquisas e apresentações artísticas. De 21 a 26 de setembro, de 8 às 17 horas, está sendo realizada, no salão da Sociedade Amiga Berilense, o clube local, uma Exposição do Patrimônio Cultural com vários registros da história e cultura berilenses.
São fotos, objetos, documentos, peças de artesanato, móveis, redação e pesquisas escolares. Foi organizada pela Escola Estadual Professor Jason de Morais, Escola Estadual de Berilo e CESEC, fazendo parte do projeto de Educação Patrimonial.
No fundo musical há sons do Vale, dos Corais Nossa Senhora do Rosário, Trovadores do Vale, Rubinho do Vale, cantigas de roda, músicas de congada do Mestre Tiago de Minas Novas e Pereira da Viola.
Os estudantes vem em grupos fazer as visitas, perguntam, questionam, riem de roupas e costumes antigos, dos momentos de lazer, admiram objetos e marcas das lutas de seus avós e pais para sobreviverem e educá-los.
O livro de visitas desta sexta-feira já contava com mais de 400 assinaturas, principalmente de estudantes, mas também de homens e mulheres que se orgulham da história de seu lugar.
A cada visita, alguém vai em casa ou na de um vizinho ou amigo e traz mais um visitante, além de retornar com outras lembranças de história e cultura de Berilo.

A exposição está sendo feita com a colaboração de toda a comunidade que colocou seus arquivos e acervos familiares para a mostra pública.

Feira do Artesão de Turmalina dinamiza fins de semana

Feira do Artesão de Turmalina dinamiza fins de semana Turmalina, no Alto Jequitinhonha, vem organizando uma Feira Livre do Artesão, semanal, todos os domingos, de manhã, na Praça da Matriz, no centro da cidade.

A Feira se realiza a partir deste próximo domingo, dia 26 de setembro.
Segundo Volber Maciel, Secretário Municipal de Cultura, " o propósito é levar o artesão e seus belíssimos trabalhos ao encontro da sociedade e despertar a comunidade para a realidade dos artesãos e do artesanato que nos cercam e tão bem nos representam diante do mundo. Precisamos do apoio, do abraço e da presença dos turmalinenses para fazermos desta Feira Livre uma marca registrada em Turmalina". Volber afirma que a idéia é fortalecer cada vez mais o evento para que ele se torne sustentável e semanal como acontece em Belo Horizonte, na Feira de Artesanato na Avenida Afonso Pena.

E conclui: "teremos barracas com o artesanato de algodão, cerâmica, madeira, pinturas, arte livre em gerale e comidas típicas.

O melhor de tudo é o encontro para bate-papo, colocar a conversa em dia e apreciar o que há de melhor na cultura da cidade e comunidades rurais.

Este projeto de Turmalina é fundamental para fazer com que o artesanato seja visto e consumido pelo povo do Vale. Geralmente, os apreciadores da nossa arte artesã se encontram em grandes centros urbanos, encontrando-se raras excessões na nossa região.

O artesanato de Turmalina é conhecido principalmente pela beleza e cratividade dos artesãos de Campo Alegre e Buriti, com suas bonecas, noivas e cacais feitos de cerâmica.

DataTempo: Anastasia 39,62%; Hélio 35,44%

DataTempo: Anastasia 39,62%; Hélio 35,44%
Pesquisa aponta eleição indefinida em Minas
Essas são as principais conclusões da última pesquisa CP2, realizada entre os dias 17 e 20 de setembro, e divulgada nesta quarta (22/09) no jornal O Tempo, de Vitorio Mediolli.

A pesquisa DataTempo/CP2 mostra um quadro de empate técnico na corrida para o governo do Estado. O tucano Anastasia, aparece com 39,62%, enquanto que Hélio Costa está com 35,44%, uma diferença de 4,18 pontos. Os outros candidatos somados chegam a 1,2%. A margem de erro da pesquisa é de 2,16 pontos.

Em relação à última pesquisa, divulgada em 16/09, houve uma inversão de posições: Hélio estava com 38,9% e Anastasia com 35,81%, uma diferença de 3,09 pontos.

Indecisos podem definir eleição
Uma informação muito importante é o número de indecisos: 17,6%. Podemos dizer, sem medo de errar, que diante do empate e desse índice, a eleição será definida pelos indecisos.
Conclusão: a turma do Hélio Costa quer correr atrás do voto dos indecisos para a eleição não ser definida no primeiro turno. Os índices de indecisos variam por regiões de Minas. As maiores variações são: no Noroeste do Estado, são 21,1%; no Jequitinhonha/Mucuri, 20.4%; no Centro-Oeste, 27,2% e no Sul/Sudoeste, 20,4%.

Mudança de voto
Quando perguntado aos pesquisados se eles mudariam de voto, 28,3% dos que votam em Anastasia podem mudar o voto, enquanto que 24,8% dos que votam em Hélio Costa teriam esta mesma atitude. A conclusão dos helistas é que seu eleitorado é mais fiel, mais consolidado do que o de Anastasia.

Voto na chapa
Quando são apresentadas as chapas com os vices de Anastasia e Hélio, a diferença entre ambos diminui. Anastasia e Alberto Pinto Coelho ficam com 40,1% e Hélio Costa e Patrus aparecem com 37,6%. A conclusão é de enfatizar lembrar ao eleitorque Patrus Ananias é o vice de Hélio para melhorar o desempenho.

Apoio de Lula
31,1% dos eleitores ainda não sabem que Hélio Costa é o candidato apoiado por Lula. Isso significa 1/3 do eleitorado. E este é mais um trunfo do candidato do PMDB, pois Lula tem uma ampla aceitação em Minas.
Quando informado ao eleitor sobre o apoio de Lula a Hélio Costa e o apoio de Aécio a Anastasia, o quadro eleitoral muda: Hélio Costa vai para 38,7% e Anastasia cai para 37,2%. Ou seja, Hélio Costa quer colar sua eleição ao apoio de Lula.

Empate técnico também no segundo turno
A intenção de voto em simulação para o segundo turno também aponta empate técnico: Anastasia fica com 40,5% e Hélio Costa com 40,2%.

Dilma ganha no 1º turno em Minas
A candidata Dilma Rousseff tem 50% das intenções de voto, enquanto que Serra aparece com 22,5%, praticamente o mesmo quadro nacional.
Para 43% dos pesquisados, Hélio será o melhor governador para Minas no caso de Dilma eleita. Anastasia seria o melhor apenas para 30,5%.
É por isso que o Aécio não quer nem Lula nem Dilma fazendo campanha para Hélio em Minas.

Apoio de Lula e Serra
Quando levado em conta o apoio de Lula a Hélio Costa e de Serra a Anastasia, Hélio assume a dianteira com 38,4% e Anastasia vai para 32,9%.
A turma do Hélio Costa anda espalhando aos quatro cantos que Anastasia é o candidato de Serra, faz parte do seu time, foi ministro do governo tucano de FHC e compartilha dos mesmos projetos dessa turma.

Anastasia não vai repetir Aécio
Outro dado relevante da pesquisa: para 58,8% dos eleitores, Anastasia não vai conseguir fazer em 4 anos o que Aécio não fez em 8 anos.
Mesmo se colocando como herdeiro de Aécio, Anastasia não tem a mesma imagem que o antecessor. Anastasia não é Aécio. Quem nasce lagartixa não vira jacaré.

Prioridades para os mineiros
A pesquisa mostrou o que a população de Minas elege como prioridade:
Saúde – 56%; Educação – 12,8%; Emprego – 9,4%; Redução de impostos – 7,3%
Segurança – 7,2% .
As áreas mais criticadas no Governo Aécio são a saúde e a educação. Aécio/Anastásia investiu na infra-estrutura, onde empreiteiras nadaram de braçadas, e se esqueceram de apoiar os servidores e organizar os serviços.
O Governo de Minas priorizou comprar veículos, equipamentos, reformar e construir unidades de saúde e educação.

Com informações do DataTempo e jornal O Tempo

Copasa: Denúncia de desvio de R$ 4,3 bilhões na Saúde

Copasa: Denúncia de desvio de R$ 4,3 bilhões da Saúde
Ministério Público deve denunciar Governador Anastasia e Aécio Neves

Sob a grave acusação de desvio de R$ 4,3 bilhões do orçamento do Estado de Minas Gerais e que deveriam ser aplicados na saúde pública, a administração Aécio Neves/Antônio Anastasia (PSDB) terá que explicar à Justiça Estadual qual o destino da bilionária quantia que supostamente teria sido investida em saneamento básico pela Copasa entre 2003 a 2009.

Devido à grandeza do rombo e às investigações realizadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) desde 2007, por meio das Promotorias Especializadas de Defesa da Saúde e do Patrimônio Público, o escândalo saiu do silêncio imposto à mídia mineira e recentemente foi divulgado até por um jornal de âmbito nacional.

Se prevalecer na Justiça o conjunto de irregularidades constatadas pelo MPE na Ação Civil Pública que tramita na 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual sob o número 0904382-53.2010 e a denúncia na ação individual contra os responsáveis pelo rombo contra a saúde pública, tanto o ex-governador Aécio Neves, quanto o candidato tucano Antônio Anastasia, o presidente da Copasa, Ricardo Simões, e a contadora geral do Estado poderão ser condenados por improbidade administrativa.

Dos R$ 4,3 bilhões desviados, R$ 3,3 bilhões constam da ação do MPE, que são recursos supostamente transferidos pelo governo estadual (maior acionista da Copasa) para investimento em saneamento básico, na rubrica saúde, conforme determina a lei, entre 2003 e 2008.

Como a Justiça negou a liminar solicitada pela promotoria no ano passado, para que fossem interrompidas as supostas transferências, a sangria no orçamento do Estado não foi estancada.

De acordo com demonstrativos oficiais da Secretaria de Estado da Fazenda, somente em 2009 a Copasa recebeu mais de R$ 1,017 bilhões do governo Aécio/Anastasia para serem aplicados em ações e serviços públicos de saúde para cumprimento da Emenda Constitucional nº 29/2000, à qual os estados e municípios estão submetidos, devendo cumpri-la em suas mínimas determinações, como, por exemplo, a aplicação de 12% do orçamento em saúde pública (a partir de 2004), considerada a sua gratuidade e universalidade. Em 2003 a determinação era que se aplicasse o mínimo de10% da arrecadação.

Da mesma forma que não se sabe o destino dos R$ 3,3 bilhões questionados pelo MPE, também não se sabe onde foi parar esses R$ 1,017 supostamente transferidos para a Copasa em 2009.

O cerco do MPE às prestações de contas do governo estadual iniciou-se em 2007, quando os promotores Josely Ramos Ponte, Eduardo Nepomuceno de Sousa e João Medeiros Silva Neto ficaram alertas com os questionamentos e recomendações apresentadas nos relatórios técnicos da Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária (CAEO), órgão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), desde a primeira prestação de contas do governo Aécio. Chamou-lhes a atenção, também, o crescimento, ano a ano, a partir de 2003, das transferências de recursos à Copasa para aplicação em saneamento e esgotamento sanitário.

Os promotores Josely Ramos, Eduardo Nepomuceno e João Medeiros querem que a administração do governo de Minas e da Copasa, conduzida na gestão Aécio Neves/Anastasia, devolva ao Fundo Estadual de Saúde os R$ 3,3 bilhões que é objeto da Ação Civil Pública que tramita na 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual e que segundo eles podem ter sido desviados da saúde pública.

No pedido de liminar na ação, os promotores já antecipavam e solicitavam à Justiça que “seja julgado procedente o pedido, com lastro preferencial na metodologia dos cálculos apresentados pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, para condenar os réus, solidariamente ou não, à devolução de todos os valores transferidos à COPASA do orçamento vinculado às ações e serviços de saúde que não foram utilizados em saneamento básico entre os anos de 2003 e 2008, totalizando R$ 3.387.063.363,00 (três bilhões, trezentos e oitenta e sete milhões, sessenta e três mil e trezentos e sessenta e três reais), a serem depositados no Fundo Estadual de Saúde.”

Como o MPE encurralou o governo e Copasa
Para encurralar o governo do Estado e a Copasa, o MPE se valeu de sua autonomia investigativa e requereu às duas instituições as provas que pudessem revelar como foram aplicados os recursos públicos constantes das prestações de contas do Executivo e nos demonstrativos financeiros da empresa.

O que os promotores constataram foi outra coisa ao analisarem os pareceres das auditorias externas realizadas durante esse período: “Além disto, as empresas que realizaram auditoria externa na COPASA, durante o período de 2002 a 2008, não detectaram nos demonstrativos financeiros da empresa os recursos públicos que deveriam ser destinados a ações e serviços da saúde.”
As discrepâncias contidas nas prestações de contas do Estado levaram os promotores a consultar a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), à qual a Copasa deve apresentar seus demonstrativos financeiros e balanços anuais.

Em sua resposta à consulta, a CVM respondeu ao Ministério Público Ofício que “após análise de toda a documentação, não foram encontrados evidências da transferência de recursos da saúde pública para investimentos da COPASA, nos termos da Lei Orçamentária do Estado de Minas Gerais e na respectiva prestação de contas do Estado de Minas Gerais, conforme mencionado na consulta realizada por esta Promotoria de Justiça”.
Na página 26 das 30 que compõem a ação, os promotores afirmam o seguinte sobre a ausência das autoridades convocadas para prestar esclarecimentos sobre o assunto:
“Ressalte-se que a COPASA recusou-se a prestar informações ao Ministério Público sobre os fatos aqui explicitados. Notificado a comparecer na Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde, seu Presidente apresentou justificativa na data marcada e não compareceu.
A Contadora Geral do Estado também notificada a prestar esclarecimentos, na condição de técnica que assina a Prestação de Contas, também apresentou justificativa pífia e não compareceu na data marcada.
Finalmente, a Auditora Geral do Estado, que também assina as Prestações de Contas do Estado, que poderia e até deveria colaborar com a investigação, arvorou-se da condição de servidora com status de Secretário de Estado, por força de dispositivo não aplicável à espécie, contido em lei delegada estadual (sic) e não apresentou qualquer esclarecimento ao Ministério Público.”

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ato de protesto contra o golpismo midiático

Ato de protesto contra o golpismo midiático
O Centro de Mídia Alternativa Barão de Itararé, de São Paulo, está organizando um importante ato de resistência às ações eleitorais da grande imprensa.

O ato, no auditório Wladimir Herzog, do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, terá participação de Centrais Sindicais, movimentos sociais, partidos, profissionais de comunicação e personalidades das mais variadas correntes. O evento tem apoio do movimento de blogueiros progressistas.

O texto dos organizadores põe o dedo na ferida do conluio midiático:

“Como num jogo combinado, as manchetes da velha mídia viram peças de campanha no programa de TV do candidato das forças conservadoras”.

E alerta: “A onda de baixarias, que visa forçar a ida de Serra ao segundo turno, tende a crescer. Os boatos nas redações e bastidores das campanhas são preocupantes e indicam que o jogo sujo vai ganhar ainda mais peso.”

E, como nada acontece por acaso, o texto relembra: “No comando da ofensiva estão grupos de comunicação que – pelo apoio ao golpe de 64 e à ditadura – já mostraram seu desapreço pela democracia”.

Mais informações:
www.baraodeitarare.org.br

O ato: 23 de setembro (quinta), às 19 horas
Local: Auditório do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo
(Rua Rego Freitas, 530, próximo ao Metrô República, Centro, SP)

Presenças confirmadas de dirigentes do PT, PCdoB, PSB, PDT, de representantes da CUT, FS, CTB, CGTB, MST, FST e UNE e de blogueiros progressistas.

Contamos com a sua presença.

O Blog do Banu apoia este Ato.
Abaixo a ditadura dos grandes meios de comunicação e a mordaça do Governo Estadual na mídia mineira!

Mercados Municipais sofrem reformas

Mercados Municipais sofrem reformas
Almenara e Araçuaí tomam iniciativas pressionados pelas consumidores

Almenara faz reforma do Mercado Municipal. Foto: Diário do Jequi
Os Mercados Municipais do Vale do Jequitinhonha são uma lástima em relação à saúde e sanemento. Os serviços de vigilância sanitária fazem vista grossa em relação aos requisitos mínimos de higiene.


De tanto ouvir reclamação, as Prefeituras começam a tomar atitudes pressionadas pelos consumidores que trocam a feira por sacolões de supermercados, açougues higienizados e produtos industrializados. Quem vinha perdendo eram os agricultores familiares que sentem a cada dia seus frequeses sumirem, além dos próprios consumidores que deixavam pouco a pouco o hábito salutar e cultural de ir às feiras para compras e encontro com compadres e amigos.
Os feirantes b
vêm aumentando o preço dos produtos rurais como se essa fosse a solução para sobreviver com seu trabalho.
Araçuaí

O Mercado Municipal de Araçuaí era uma vergonha até a entrada de Cacá na Prefeitura, em 1997. Ela incrementou uma reforma geral, com muitas resistências do marreteiros. Ficou uma beleza a feira de Araçuaí que já era uma das melhores da região.

A atual administração municipal faz obras de ampliação com recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário que o prefeito anterior, José Antônio, captou junto ao Governo Federal.

O Mercado e a feira de Araçuaí estão ficando cada dia melhores, se transformando em uma das maiores atrações do povo caiauzeiro e dos visitantes da região, assim como de turistas brasileiros e estrangeiros.
Reforma do Mercado Municipal de Almenara (Diário do Jequi)
Agora, em Almenara, a Prefeitura Municipal captou R$ 500 mil do Governo estadual para fazer reformas naquele que é um dos piores da região em termos de sanitarismo e desorganização.


Segundo o Diário do Jequi, ali será "um espaço onde os feirantes possam sobreviver e trabalhar com dignidade era um sonho que hoje esta se concretizando graças a uma administração que vê o dinheiro publico como um bem a ser gasto com o povo".

A Prefeita Fabiany Ferraz tratou de imediato a recomeçar as obras no futuro mercado da cidade. Os recursos serão destinados à cobertura do espaço e o término das obras do novo mercado, que abrigará diversos feirantes.

O novo mercado esta sendo calçado com bloquetes, com um sistema de drenagem de última geração, um pátio de carga e descarga imenso, além de reconstrução de toda infra-estrutura estará “novinha em folha”.


Com informações do Diário do Jequi, de Almenara

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Copa Integração de Futebol chega à reta final

Copa Integração de Futebol chega à reta final
Berilo, Francisco Badaró e Virgem da Lapa acirram disputa Seleção de Berilo quer ir à final como primeirolugar
A Copa Intermunicipal de Futebol, também chamada de Integração, vai chegando à reta final da disputa, na primeira fase. Participam 4 municípios: Berilo, Chapada do Norte, Francisco Badaró e Virgem da Lapa.
Somente Chapada do Norte não tem chances de ir à final. As duas vagas de finalistas tem disputa acirrada entre Berilo, Francisco Badaró e Vigem da Lapa,
Francisco Badaró está em primeiro lugar, com 9 pontos e 6 gols de saldo.
Berilo está em segundo lugar com os mesmos 9 pontos de Francisco Badaró, porém com menor saldo de gols. Tem 3 apenas.
Chapada do Norte está na lanterna, não tendo pontuado ainda, tendo sofrido 5 derrotas..
Virgem da Lapa está com 8 pontos e 3 gols de saldo, estando em terceiro lugar.
No último final de semana, a disputa se igualou com a bela vitória por 3 x 0 de Virgem da Lapa em cima de Chapada do Norte. Lot , aos 51 anos, goleiro de Virgem da Lapa, é uma legenda do futebol regional
A disputa da partida entre Francisco Badaró e Berilo terminou em um emocionante empate de 3 x 3. Berilo vencia por 3 x 1 até os 30 minutos do segundo tempo, quando a equipe da casa se encheu de raça e empatou o jogo, nos quinze minutos finais.
DECISÃO
Neste final de semana, Francisco Badaró e Berilo precisam do empate para irem à final.
Para Virgem da Lapa só interessa a vitória. O time de To de Filomena receberá em sua casa o time de Francisco Badaró, no sábado, dia 25 de setembro, às 18 horas.
Berilo enfrentará, em casa, Chapada do Norte, no domingo, dia 26/09, às 16 horas. Os berilenses só pensam em ficar com o primeiro lugar para disputar a segunda partida da final em casa.
Resultados da Copa Integração:
21/08 – Virgem da Lapa 0 x 0 Berilo
22/08 – Francisco Badaró 2 x 0 Chapada do Norte
28/08 – Chapada do Norte 0 x 0 Virgem da Lapa
29/08 – Berilo 1 x 1 Francisco Badaró
04/09 – Chapada do Norte 0 x 2 Berilo
05/09 – Francisco Badaró 0 x 0 Virgem da Lapa
11/09 – Chapada do Norte 0 x 4 Francisco Badaró
12/09 – Berilo 2 x 1 Virgem da Lapa
18/09 – Francisco Badaró 3 x 3 Berilo
19/09 – Virgem da Lapa 3 x 0 Chapada do Norte
Seleção de Virgem da Lapa: toque de bola e raça são suas características
Classificação:
1° - Francisco Badaró – 9 pontos, 6 gols saldo, 2 vitórias; 3 empates;
2° - Berilo – 9 pontos, 3 gols saldo, 2 vitórias, 3 empates;
3° - Virgem da Lapa – 8 pontos, 3 gols saldo, 2 vitórias, 2 empates;
4° - Chapada do Norte, 0 pontos, 12 gols saldo negativo, 5 derrotas.

Próximos jogos:
25/09 – Virgem da Lapa x Francisco Badaró, em Virgem da Lapa
26/09 – Berilo x Chapada do Norte, em Berilo.

Artista plástica de Rubim expõe em BH

Artista plástica de Rubim expõe em BH
As múltiplas facetas da obra de Marina Jardim
Tião Rocha*
Singular e Plural
A capacidade de criar e de expressar do ser humano confirma-se, cada vez mais, como infinita. Os limites do homem são os limites de sua própria humanidade.
As artes nos mostram como podemos estender, mais e mais, intensamente, os limites do possível. Ir ao encontro da Utopia, do não-feito ainda!
Se estas afirmações se aplicam para todos os campos das artes, o que se destaca como marca individual neste universo de possibilidades de criação, de leituras e re-leituras da vida, de interpretações e de expressões de nossos sonhos, crenças, valores, e devaneios?
- A individualidade da criação e a singularidade da obra de arte!, é a resposta.
Somente aprendendo e apreciando o singular de uma obra de arte, poderemos entender a pluralidade de nossa cultura, a diversidade de nossa gente e a infindável riqueza de recursos de nossa humanidade.
Marina Jardim é um exemplo de artista singular e plural.
Singular na forma e na técnica – arrojadas - de lançar cores fortes e muito ritmo
em suas telas. Seus quadros têm a sua marca e sua identidade. Se reconhece de longe um Marina Jardim.
Plural porque expõe todas suas lembranças e experiências, vistas, vividas, aprendidas e armazenadas em nosso inconsciente coletivo, gerador de nossa mineirice e brasilidade.

Forma e Conteúdo
Se olharmos com cuidado as cores fortes e misturadas, os traços firmes e técnica apurada nas telas de Marina Jardim podemos apreciar a riqueza e beleza do seu trabalho.
Se olharmos as mesmas telas por seus conteúdos marcados por histórias e imagens de infância, ritmos e danças populares, podemos aprender muito do dia-a-dia das pessoas que vivem no interior da cultura brasileira, percorrer pelas telas a vida presente no sertão das gerais. As marcas em Marina vieram de sua meninice lá prás bandas de Rubim, no Vale do Jequitinhonha.
Se nos deixarmos levar pelas pinturas e telas de Marina, se nos misturarmos às suas cores e ritmos, com certeza vamos nos sentir parte da festa do Rosário, cair nos batuques, rir dos palhaços nos circos, correr atrás dos bois Janeiro e cantar com as folias de reis.
Nela, arte e vida se retratam, se permitem, se possibilitam! E quando se fundem numa tela, nos tornam cúmplices e herdeiros. Só os artistas conhecem o ponto do doce deste encontro do homem com sua humanidade.
Marina cada dia mais se aprimora nessa arte de nos fazer singular e plural, forma e conteúdo, cor e ritmo, herdeiros e produtores de humanidade.

*Tião Rocha é Antropólogo, Educador Popular, Folclorista e Presidente do CPCD - Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento.

Exposição “Cor e Movimento” de Marina Jardim
Local - Galeria de Arte do SESC
Rua Tupinambás, 956 - 1º andar
Tel: (31) - 3279.1462 - Belo Horizonte - MG
Horário - 8:30h as 22:00h
Data : 1º a 30 de setembro de 2010

Diamantina realiza Feira de Economia Popular e Solidária

Diamantina realiza Feira de Economia Popular e Solidária
A Cáritas Diocesana, da Diocese de Diamantina, no Alto Jequitinhonha, nordeste de Minas, está organizando a III Feira de Economia Popular e Solidária, que acontecerá na Praça do Mercado, no dia 25 de setembro, no sábado, a partir das 8 horas da manhã. É esperado uma variada exposição de produtos de economia solidária como artesanato, doces, comésticos, produtos da agricultura familiar, de fundo de quintal, da indústria caseira, enfim, tudo o que representa este mundo da produção da população de baixa renda.
Várias manifestações culturais estão programadas, no Mercado Velho de Diamantina.

Escolas Técnicas do Vale são avaliadas

Escolas Técnicas de ensino à distância serão avaliadas
Almenara e Santo Antônio do Jacinto são as escolhidas do Vale
A diretora do Centro de Educação Profissional (CEP) Sebastião de Siqueira, Carmem Sandra do Carmo, e o professor Teodoro Coelho, diretor do CEP de Anápolis, vinculados à Secretaria de Ciência e Tecnologia de Goiás, foram indicados pelo Ministério da Educação para fazerem a avaliação das escolas do Sistema e-Tec Brasil no Estado de Minas Gerais. Essa avaliação tem o objetivo de definir a qualificação de pólos do sistema e-Tec Brasil.

O trabalho será realizado entre os dias 19 e 27 de setembro nas cidades de Alfenas, Almenara, Boa Esperança, Campo Belo, Cataguases, Porteirinha, Santo Antônio do Jacinto, Timóteo, Betim, Muzambinho, Três Pontas, Guaxupé e Machado, todas no Estado de Minas Gerais.

Os dois professores dos CEPs já fizeram este trabalho anteriormente em outras escolas com grande desempenho, tendo sido considerados avaliadores-referência do sistema e-Tec Brasil. Por isso, foram convidados mais uma vez para a missão.

Conhecido como a escola técnica aberta do Brasil, o e-Tec integra a política de expansão da educação profissionalizante do MEC. O programa propõe a democratização do acesso ao ensino técnico público, através da modalidade de educação a distância, visando levar cursos técnicos a regiões distantes das instituições de ensino técnico e para a periferia das grandes cidades brasileiras, incentivando os jovens a concluírem o Ensino Médio.

Com informações do Diário do Jequi, de Almenara

IBOPE: Anastasia 42%, Hélio 32%.

IBOPE: Anastasia 42%, Hélio 32%.
Na nova pesquisa do Ibope, divulgada nesta terça-feira, 21/09, Anastasia registrou 42% das intenções de voto, contra 34% de Costa.
No levantamento anterior, divulgado em 13 de setembro, o tucano tinha 41% contra 32% do peemedebista. A nova pesquisa mostrou que os indecisos são 16%. Brancos e nulos somam 5%. Somados, os outros candidatos têm 3%.
Nesse cenário, Anastasia venceria no primeiro turno. Pelos votos válidos, Aécio tem 45%, Itamar, 30%, e Pimentel, 20%.
Este cenário, se mantido, é um desastre para o PT mineiro. Suas duas maiores estrelas saem derrotados desta eleição. É o fenômeno Aécio em alta. Que os tucanos paulistas tenham aprendido a lição.
Pesquisas do Ibope e Vox Populi sempre são mais favoráveis a Anastasia. Os dois institutos de pesquisa trabalham para a campanha do governador. Já o Datafolha e Datatempo (do Vitorio Medioli, aliado do Governador) são mais "neutros" e apontam uma diferença menor, embora a favor de Anastasia.
Reação
Nesta terça-feira, Fernando Pimentel aparece, pela primeira vez de forma incisiva, pedindo votos para Hélio Costa e Patrus, no programa eleitoral. Isto se deve à queda de intenção de votos em Hélio, na Grande BH, e a grande aceitação de Pimentel como candidato a Senador, por ter sido prefeito de Belo Horizonte, por duas vezes.
A votação em Pimentel e nos deputados do PT, na região metropolitana, é bastante significativa. Porém, a militânica petista não se sente animada com a candidatura do PMDB.
Pimentel, que disputa o Senado, quer ajudar e ser ajudado. Até o momento, Pimentel tem feito campanha solo. Quer apoio do PMDB e dos petistas ligados a Patrus para abocanhar a segunda vaga para o Senado. A outra é do manda-chuva de Minas, Aécio Neves.
Pelo andar da carruagem, pode dar segundo turno, se houver uma reação de Costa na grande BH.
Caso contrário, é só bater palmas pro Aécio e lamentar a chance de ter Pimentel ou Patrus Ananias no governo mineiro, com o PT juntando os cacos de mais de dois anos de brigas internas e confusão generalizada.
Com informações do Blog do Rudá Ricci, De esquerda em esquerda.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Blogosfera detona

CARTA DOS BLOGUEIROS PROGRESSISTAS
“A liberdade da internet é ainda maior que a liberdade de imprensa”. Ministro Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF)

Em 20, 21 e 22 de agosto de 2010, mulheres e homens de várias partes do país se reuniram em São Paulo para materializar uma entidade, inicialmente abstrata, dita blogosfera, que vem ganhando importância no decorrer desta década devido à influência progressiva na comunicação e nos grandes debates públicos.

A blogosfera é produto dos esforços de pessoas independentes das corporações de mídia, os blogueiros progressistas, designação que se refere àqueles que, além de seus ideais humanistas, ousaram produzir uma comunicação compartilhada, democrática e autônoma. Contudo, produzir um blog independente, no Brasil, ainda é um gesto de ativismo e cidadania que não conta com os meios adequados para exercer a atividade.

Em busca de soluções para as dificuldades que persistem para que a blogosfera progressista siga crescendo e ganhando influência em uma comunicação dominada por oligopólios poderosos, influentes e, muitas vezes, antidemocráticos, os blogueiros progressistas se unem para formular propostas de políticas públicas e pelo estabelecimento de um marco legal regulatório que contemple as transformações pelas quais a comunicação passa no Brasil e no mundo.

Com base nesse espírito que permeou o 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, os participantes deliberaram em favor dos seguintes pontos:

1. Apoiamos o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), de iniciativa do governo federal, como forma de inclusão digital de expressiva parcela do povo brasileiro alijada da internet no limiar da segunda década do século XXI. Esta exclusão é inaceitável e incompatível com os direitos fundamentais do homem à comunicação em um momento histórico em que os avanços tecnológicos na área já são acessíveis em diversos países.
Apesar do apoio ao PNBL, os blogueiros progressistas julgam que esta iniciativa positiva ainda precisa de aprimoramento. Da forma como está, o plano ainda oferece pouco para que a internet possa ser explorada em todas as suas potencialidades. Reivindicamos a universalização deste direito, que deve ser encarado com um bem público. A velocidade de conexão a ser oferecida à sociedade sem cobrança dos custos exorbitantes da iniciativa privada, por exemplo, precisa ser ampliada.

2. Defendemos a regulamentação dos Artigos 220, 221 e 223 da Constituição Federal, que legislam sobre a comunicação no Brasil. Entre outras coisas, eles proíbem a concentração abusiva dos meios de comunicação, estimulam a produção independente e regional e dispõem sobre os sistemas público, estatal e privado. Por omissão do Poder Legislativo e sob sugestão do eminente professor Fabio Konder Comparato, os blogueiros progressistas decidem apoiar o ingresso na Justiça brasileira de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) com vistas à regulamentação dos preceitos constitucionais citados.

3. Combatemos iniciativas que visam limitar o uso da internet, como o projeto de lei proposto pelo senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), o “AI-5 digital”, que impõe restrições policialescas à liberdade de expressão. Defendemos o princípio da neutralidade na rede, contra a proposta do chamado “pedágio na rede”, que daria aos grandes grupos de mídia o poder de veicular seus conteúdos na internet com vantagens tecnológicas, como capacidade e velocidade de conexão, em detrimento do que é produzido por cidadãos comuns e pequenas empresas de comunicação.
4. Reivindicamos a elaboração de políticas públicas que incentivem a blogosfera e estimulem a diversidade informativa e a democratização da comunicação. Os recursos governamentais não devem servir para reforçar a concentração midiática no país.

5. Cobramos do Executivo e do Legislativo que garantam a implantação das deliberações da 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), em especial a da criação do imprescindível Conselho Nacional de Comunicação.

6. Deliberamos pela instituição do encontro anual dos blogueiros progressistas, como um fórum plural, suprapartidário e amplo. Ele deve ocorrer, sempre que possível, em diferentes capitais para que um número maior de unidades da Federação tenha contato com esse evento e com o universo da blogosfera.

7. Lutaremos para instituir núcleos de apoio jurídico aos blogueiros progressistas, no âmbito das tentativas de censura que vêm sofrendo, sobretudo por parte de setores políticos conservadores e de grandes meios de comunicação de massas.

São Paulo, 22 de agosto de 2010.

Para ler o relatório dos grupos, as moções e a prestação de contas do 1º Encontro Nacional, realizado na capital paulista, vá diretamente ao viomundo

Infelizmente, não pude participar deste Encontro, devido a compromissos profissionais e familiares. Participamos, no entanto, divulgando o Encontro e suas sábias e corajosas proposições.
Assino embaixo desta Carta, pois este Blog defende a liberdade de expressão e a democratização de todos os meios de comunicação.